Mulheres condutoras de ônibus sofrem pressões psíquicas

Estudo realizado no Instituto de Psicologia (IP) da USP analisou o sofrimento psíquico das mulheres motoristas de ônibus que trabalham na cidade de São Paulo. Em entrevista aos Novos Cientistas, a psicóloga Tássia Bertoncini de Almeida descreveu, dentre outras dificuldades que elas enfrentam, a falta de estrutura em terminais e conciliação do trabalho doméstico e assalariado

Diálogos na USP #4 Televisão ainda se sobrepõe às plataformas de streaming

Inaugurada em 1950, a televisão no Brasil em pouco tempo desbancou o rádio e ganhou um lugar de destaque nos lares brasileiros. Ver televisão, mais do que um entretenimento, era um evento social, com família e amigos reunidos diante da tela. Com o passar das décadas, essa ação só se intensificou. Com a chegada da TV paga nos anos 90, o interesse se diversificou. Afinal, diferentemente das atrações oferecidas pelos canais tradicionais da TV aberta, nos canais por assinatura o espectador podia escolher que tipo de canal assistir e que tipo de programa mais lhe interessava. A segmentação havia chegado para ficar. Nos últimos anos, vimos uma mudança ainda mais radical no antes tão simplista – e ao mesmo tempo empolgante – ato de assistir TV: a chegada do streaming, como a Netflix e a HBO. Com ofertas multiplicadas e proporcionando ao espectador a possibilidade de ver filmes, documentários e séries quando quiser, ficar diante da tela agora é uma ação, digamos, bem mais complexa

Jornal da USP no Ar – Medicina #12: Na luta contra o tabaco, cigarros eletrônicos não ajudam a parar de fumar

O Instituto do Coração (InCor) do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP promove estudos que visam a melhorar o tratamento contra a dependência. Jacqueline Scholz Issa, médica e coordenadora do Programa de Tratamento do Tabagismo do InCor, contou ao Jornal da USP no Ar que o reconhecimento da OMS é bem fundamentado. Hoje, segundo a especialista, cerca de 9% a 10% da população brasileira fuma, e é caracterizada como viciada. Esse número já foi maior, mas o combate a esse cenário permanece em função do alto risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares em fumantes, as quais resultam em morte em 30% dos casos. Ainda neste episódio, cientistas buscam formas de apresentarem o diagnóstico mais cedo, para que o tratamento adequado possa ser feito. As causas do distúrbio ainda são desconhecidas, mas um estudo realizado na Universidade King’s College London relaciona disfunções nos níveis de serotonina do cérebro como possíveis alertas precoces para a doença. Já uma pesquisa da USP busca o controle da doença de Parkinson através do antibiótico doxiciclina.

Foi sobre esse assunto que o Jornal da USP no Ar conversou com a professora Elaine Del Bel, farmacologista, pesquisadora do Laboratório de Neurobiologia Celular da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (Forp) e presidente da Federação de Sociedades de Neurociência da América Latina, do Caribe e na Península Ibérica (Falan). Ela explica que a doxiciclina atuaria como anti-inflamatório, o que poderia melhorar a saúde dos neurônios antecipadamente, estabilizando e diminuindo o avanço da doença

Aplicativo permite autonomia no controle alimentar de crianças diabéticas

Em entrevista aos Novos Cientistas, a enfermeira Priscilla Ramos de Queiroz Amaral explicou sobre o desenvolvimento do app CarboTower. O aplicativo é resultado de estudos do Grupo de Pesquisa de Enfermagem no Cuidado à Criança e ao Adolescente (GPECCA) da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP

Momento Tecnologia #14: Robô é utilizado na reabilitação de pacientes que sofreram AVC

Uma das possíveis sequelas do AVC é a perda de movimentos; pesquisadores do Departamento de Engenharia Aeronáutica da Escola de Engenharia de São Carlos e do Departamento de Ciências da Saúde da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto desenvolveram um robô para auxiliar na reabilitação dos movimentos do punho. O equipamento é similar a um videogame, no qual o paciente é estimulado a mover uma alavanca para atingir objetivos no jogo. Com início em 2006, o dispositivo só começou a ser testado 11 anos depois.

Pesquisa analisa narrativas de viagens à União Soviética durante a Guerra Fria

A pesquisa foi baseada em narrativas publicadas em forma de livro de homens e mulheres (33 livros para 54 autores) dos mais diversos setores sociais: políticos, operários, escritores, jornalistas, sindicalistas, médicos, juízes, professores, jovens militantes e esposas descritas como acompanhantes de seus maridos, que foram divididos em grupos para sistematização do estudo: comunistas, simpatizantes, anticomunistas e aqueles de ideologia não definida.

Telemedicina e seus aspectos regulatórios são temas de pesquisa na USP

Em entrevista ao podcast “Os Novos Cientistas”, o médico e advogado Sílvio Eduardo Valente buscou debater as questões regulatórias para o exercício da modalidade. O estudo deixa claro que é necessário avançar tanto nas regulamentações jurídicas quanto nos parâmetros éticos, já que a medicina a distância ainda sofre impasses para regulamentação no Brasil

Ciência USP #14: Será que a inteligência é exclusiva dos seres humanos?

Ciência USP #14: Inteligência animal

Você diria que os animais têm inteligência? Entre os cientistas, esta não é uma pergunta tão fácil de responder. Neste episódio de Ciência USP, conversamos com dois pesquisadores do Instituto de Psicologia da USP para entender o que os humanos têm que os outros animais também têm. E mais: uma visita ao Cern, na Suíça.