.

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Momento Odontologia #40: Cáries em adultos

Não são só as crianças que devem se preocupar com cáries. As consequências da doença em adultos podem ser ainda mais graves, tendo como causas a má escovação e a alimentação com excesso de açúcares. Este episódio explica como se previnir da ação das bactérias

Momento Odontologia #39: Qual chupeta utilizar?

Mais do que uma questão de marca, a qualidade da chupeta é referente à saúde bucal infantil. Este episódio dá dicas de como escolher a melhor chupeta para uma criança, considerando opções de tamanho, material e formato do bico.

Momento Odontologia #38: Higienização das mãos e boca

Doenças causadas por fungos, vírus e bactérias são causadas pela má higienização das mãos e da boca, colocando em risco a vida de crianças e adultos. Este episódio discute quais são as consequências de uma eventual contaminação por esses microorganismos e revela quais são as formas mais eficientes de prevenir contaminações.

Momento Odontologia #35 – Exames Radiográficos em Odontologia

Todas as especialidades odontológicas usam radiografias para o planejamento do tratamento dos pacientes, desde as crianças até adultos na terceira idade. De acordo com a necessidade podemos usar as radiografias intraorais periapicais que nos darão maior detalhamento das estruturas anatômicas e de eventuais lesões. Essas radiografias estão indicadas em especialidades odontológicas como Cirurgia, Dentística, Endodontia e Periodontia.

As radiografias panorâmicas são utilizadas em praticamente todas as especialidades, tendo a vantagem de permitir a observação dos maxilares, dentes, dos seios maxilares e da articulação têmporo-mandibular. Do ponto de vista da Odontopediatria e da Ortodontia  a radiografia panorâmica permite avaliar a cronologia da erupção dentária, a presença de dentes supranumerários ou ausência do germe de um dente permanente

Momento Odontologia #34 – Chupeta faz mal?

O uso de chupetas ainda causa dúvidas, principalmente no que se trata do tempo recomendado de uso, já que esse hábito pode interferir no desenvolvimento dental e facial infantil. Em contrapartida, a amamentação é comprovadamente uma opção saudável que consegue satisfazer as necessidades fisiológicas e nutricionais dos bebês.
Além da atenção à frequência do uso e a outras “manias”, como a sucção dos dedos, cuidados com a higienização e com a hora certa de retirar a chupeta devem ser levados em consideração. Isso pode afetar tanto o desenvolvimento fonoaudiológico quanto o psicológico da criança, já que ela pode associar a chupeta à necessidade de segurança e afetividade

Momento Odontologia #33 – Dores Endodônticas

A dor de origem endodôntica pode estar associada a um processo inflamatório que se desenvolve na polpa de um dente vital, normalmente em razão de uma cárie. Na fase inicial da inflamação pulpar, a dor costuma ser provocada por líquidos gelados ou alimentos adocicados, sendo localizada e de curta duração, não havendo necessidade do uso de remédios. O tratamento nesses casos consiste na remoção da cárie e na adequada restauração do dente.

Caso a cárie não seja diagnosticada e tratada precocemente, o processo inflamatório da polpa dental tende a se agravar. Geralmente, as características da dor mudam. O paciente passa a relatar a ocorrência de dor provocada, de longa duração e, em alguns casos, não conseguindo identificar com clareza o dente onde a dor se origina. O tratamento também consiste na remoção da cárie e na restauração do dente

Momento Odontologia #32: Um bebê pode nascer com dentes?

A presença de dentes em recém-nascidos costuma causar bastante preocupação, dúvida e até superstição entre os familiares e muitas vezes se torna notícia de jornal. Não se sabe ao certo por qual motivo eles aparecem tão cedo, mas o mais importante é que uma vez identificada sua presença o bebê seja encaminhado ao odontopediatra para que ele avalie a condição e a necessidade de algum tratamento.

Momento Odontologia#31: A importância da telessaúde no Brasil

O assunto de hoje é telemedicina e telessaúde no Brasil. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o uso desses sistemas para ajudar o acesso universal ao SUS. Em 2006, o Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Gestão da Educação na Saúde da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, criou o Programa Telessaúde Brasil, passando a oferecer aos médicos e demais profissionais que atuavam na Estratégia de Saúde da Família as teleconsultorias, uma segunda opinião para apoiá-los na resolução dos casos clínicos. A infraestrutura tecnológica e de conectividade foi um primeiro grande desafio, já que em 2007 a tecnologia móvel ainda não era uma realidade e não estava tão disseminada como atualmente.

Diferentes soluções foram testadas. No estado do Amazonas, dada a amplitude do território, era onde o programa se mostrava mais necessário.  Ao mesmo tempo, era onde a conectividade, para cima do Rio Amazonas era dificílima. Os 60 municípios foram incluídos no programa, com o suporte da Universidade Estadual do Amazonas (UEA)

Momento Odontologia#30 – Como aliviar os sintomas do nascimento dos dentes

Métodos simples e seguros podem trazer grande alívio ao bebê, como massagem gengival com dedeiras, com os dedos da própria mãe, ou com o uso de mordedores, sempre muito bem higienizados. Outra opção, é oferecer à criança alimentos mais duros e gelados, como maçã ou cenoura em pedaços grandes para que ela possa coçar as gengivas, sempre sob supervisão de um adulto para que ela não engasgue.

Momento Odontologia #29: Tratamento ortodôntico na idade adulta

O metabolismo ósseo frente a uma movimentação dentária é contínua, ou seja, existe uma remodelação constante em nosso organismo reabsorvendo e formando novo tecido ósseo quando uma força é aplicada. Isso significa, dentre outras coisas, que o uso o tratamento ortodôntico, isto é, de aparelhos fixos, móveis, transparentes e alinhadores pode ser realizado por adultos também

Momento Odontologia #23: Como cuidar dos dentes na melhor idade?

Quando há próteses ou implantes a cautela com a gengiva é ainda mais importante. A boca pode servir de porta de entrada para uma série de infecções e outros tipos de doença. Sendo assim, não pode ser posta em segundo plano. É fundamental que os idosos fiquem atentos para identificar qualquer alteração na cavidade bucal e façam visitas ao dentista a fim de serem orientados da melhor forma

Momento Odontologia #21: Importância da saúde oral e implicações na saúde do atleta

A Odontologia do Esporte colabora para a manutenção do desempenho de várias formas, sempre procurando suprimir problemas de saúde bucal permitindo que seja explorado ao máximo os pontos positivos e talentos do atleta. O cirurgião dentista responsável deve conhecer e considerar as particularidades fisiológicas dos atletas, a modalidade que pratica e as regras do esporte para que não haja interferência no ritmo de treinos e jogos