O bar Country, Bluegrass e Blues movimentou o punk rock em Nova York

Neste episódio, Mario de Vivo fala sobre a importância do bar Country, Bluegrass e Blues na trajetória de artistas famosos quando eles ainda eram desconhecidos

 Publicado: 12/09/2021

Na edição desta semana do História do Rock, Mario De Vivo retoma a trajetória do nascimento do punk rock, com enfoque no bar Country, Bluegrass e Blues (CBGB) em Nova York. Segundo o professor, o bar é conhecido por ter sido palco da apresentação de cantores e bandas de punk rock, quando ainda eram desconhecidos.

A poetisa Patti Smith se apresentava sozinha no CBGB até o ano de 1975, quando a artista se juntou com o guitarrista e baixista Lenny Kaye para formar o grupo musical Patti Smith Group. A música Gloria, do álbum de estreia do grupo chamado Horses, começa com uma poesia escrita por Patti. No entanto, o álbum também tem uma música com o estilo reggae, a canção se chama Redondo Beach.

Outra banda que dividia os holofotes do bar era Television, alguns rumores dizem que o grupo foi responsável por construir o palco do bar. De Vivo explica que o grupo também possuía interesse pela literatura e acreditava que a música da banda era arte conceitual. No ano de 1977 o grupo lançou o álbum Marquee Moon, nesse disco aparecem as músicas See no Evil e Venus, “em ambas é possível analisar que o vocalista é quem comanda o ritmo das canções”.

De Vivo traz também a banda Ramones, famosos na América do Sul e Europa; o grupo possuía “estilo único e ideologia marcante”. A música Blitskrieg Bop é do primeiro álbum do grupo, lançado em 1976 e intitulado apenas de Ramones. O professor encerra o programa desta semana com a música I Wanna be your Boyfriend, também do álbum de estreia da Ramones.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.