Momento Odontologia #123: Atendimento de pacientes especiais na odontologia exige conhecimento e instalações adequadas

A promoção e educação em saúde bucal são importantes, pois, com procedimentos relativamente simples são evitados problemas que levam à dor, especialmente daqueles que têm algum tipo de deficiência, que muitas vezes não conseguem se expressar

Jornal da USP
Jornal da USP
Momento Odontologia #123: Atendimento de pacientes especiais na odontologia exige conhecimento e instalações adequadas
/

No Momento Odontologia desta semana, a professora Alexandra Mussolino de Queiroz, do Departamento de Odontopediatria da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (Forp) da USP, fala sobre saúde bucal de crianças especiais. 

A professora explica que, para o atendimento odontológico, são considerados pacientes especiais as pessoas com deficiências físicas, mentais e sensoriais, além daqueles com síndromes genéticas como de Down e de Edward e, ainda, pacientes com doenças raras, crianças autistas, pessoas com paralisia cerebral e com cardiopatias congênitas, pacientes renais crônicos, em vulnerabilidade social, como refugiados, por exemplo, e até mesmo gestantes. 

A classe de pessoas consideradas especiais para o tratamento odontológico é muito ampla, pois de acordo com a Organização Mundial da Saúde 15%  da população mundial é composta de pessoas com alguma deficiência e, de acordo com a Academia Americana de Odontopediatria, a prestação de serviços dentários a pacientes especiais exige conhecimentos especializados, sensibilidade e atenção com os pacientes, além de instalações adequadas.

A professora explica que a promoção e educação em saúde bucal são importantes, pois, com procedimentos relativamente simples são evitados problemas que levam à dor, especialmente daqueles que têm algum tipo de deficiência, que muitas vezes não conseguem se expressar. 

A professora lembra a dificuldade de encontrar serviços que tratam de pacientes especiais, por isso, a Forp recruta bebês, de 0 a 2 anos, para atendimento gratuito. 

Produção e Apresentação Rosemeire Talamone
CoProdução: Alexandra Mussolino de Queiroz (FORP), Letícia Acquaviva (FO), Paula Marques e Tiago Rodella (FOB)
Edição: Rádio USP Ribeirão
E-mail: ouvinte@usp.br
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 107,9; ou Ribeirão Preto FM 107.9, ou pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular para Android e iOS  
 
 

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.