Homenagem aos 100 anos do mestre Antonio Candido

Coletânea de textos, vídeos, áudios e fotos publicados no “Jornal da USP” relembra a trajetória do professor

Por - Editorias: Cultura - URL Curta: jornal.usp.br/?p=181425
  • 260
  •  
  •  
  •  
  •  

Foto: Reprodução / Revista USP .

.
Em homenagem ao centenário de nascimento do professor e crítico literário Antonio Candido de Mello e Souza – dia 24 de julho –, o Jornal da USP apresenta uma série de textos publicados sobre ele em um período de pouco mais de um ano, a partir de sua morte, em 12 de maio do ano passado. São artigos e reportagens que mostram, mais uma vez, a grandeza e o humanismo do mestre Antonio Candido, o último remanescente de uma geração de pensadores e professores que mesclava intenso sentido social em seu trabalho acadêmico, cavalheirismo no trato pessoal, rigor intelectual e visão ampla sobre o papel da Universidade na sociedade.

.
“Revista USP” celebra o centenário de Antonio Candido

Foto: Reprodução / Revista USP

.
Na Rádio USP, Candido lembrou os primeiros anos da USP

Em entrevistas nos anos 90, professor fala dos docentes franceses, da ditadura militar e de outros temas

Antonio Candido – Foto: Arquivo de família

.
Ex-orientanda de Antonio Candido revela os caminhos do humanista

“Cruzar seu caminho com o dele é erigir um paradigma para a vida”, conta sua aluna e orientanda Adélia Bezerra de Meneses

Atrás, em pé: Professor Antonio Candido, Salete Cara, Adelia Bezerra de Meneses, dona Gilda Mello e Souza, João Alexandre Barbosa, Ana Mae Barbosa, Ismail Xavier, Berta Waldman. Na frente, sentadas: Norma Goldstein e Marisa Lajolo – Foto: Acervo pessoal de Adélia Bezerra de Meneses.

.
Livro mostra a amizade epistolar de Antonio Candido e Ángel Rama

“Conversa Cortada” traz 87 cartas trocadas entre o professor da USP e o crítico uruguaio

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

.
Artigos

.
Antonio Candido ocupa o Itaú Cultural

De 23 de maio a 12 de agosto, evento mostrou as várias faces do professor da USP e crítico literário

Antonio Candido e Gilda de Melo e Souza – Foto: Marina de Mello e Souza/Acervo Pessoal

.
USP e Universidade de Brasília fazem homenagem a Antonio Candido

Professor Emérito da USP foi lembrado em eventos realizados na semana passada nas duas instituições

Paulo Betti faz leitura em homenagem ao professor Antonio Candido de Mello e Souza, durante o evento Renovar Ressignificar na FFLCH-USP – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

.
Publicação especial lembra a trajetória de Antonio Candido

Instituto de Estudos Brasileiros publica textos e fotos sobre o crítico literário, morto em maio, aos 98 anos

Segundo Ferreira, Candido e os irmãos foram educados pela mãe durante a infância, ingressando na escola apenas no que hoje corresponde ao Ensino Médio – Foto: Fundo Antonio Candido de Mello e Souza/IEB-USP

.

.
Ex-alunos relembram as histórias de Antonio Candido

Evento na USP reuniu professores para recordar a atuação docente do professor, que morreu em 12 de maio

Homenagem a Antonio Candido: o professor em sala de aula – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

.
Antonio Candido e Ferreira Gullar são homenageados pela ABCA

Foto: Divulgação / Guilherme Maranhão

.
A vida, a obra e o legado de Antonio Candido

Através de textos, fotos e áudios, o “Jornal da USP” mostra a trajetória de um dos maiores intelectuais do Brasil

Foto: Cecília Bastos / USP Imagens

.
Editora da USP lança obra clássica de Antonio Candido

Em “Os Parceiros do Rio Bonito”, professor denuncia os efeitos da industrialização na cultura caipira

Antonio Candido, aos 29 anos, quando começou a pesquisa de campo sobre o caipira do interior paulista – Foto: Reprodução/livro Os Parceiros do Rio Bonito

.

Foto: Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros USP – Fundo Antonio Candido de Mello e Souza
Foto: Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros USP – Fundo Antonio Candido de Mello e Souza
Em 1928, Antonio Candido foi passar uma temporada de um ano na Europa com a família, em função dos cursos de aperfeiçoamento de seu pai, que estava prestes a assumir a direção do Serviço de Águas Termais de Poços de Caldas. Na viagem de ida para a Europa, os irmãos Roberto, Miguel e Antonio (da esq. para dir.) com instrutor de ginástica, a bordo do navio Alcântara, 1928
Vista parcial de Poços de Caldas. A casa da esquina, na extrema direita da imagem, é aquela a qual Antonio Candido mudou-se no início de 1930 com seus pais e irmãos
A família na casa de Poços de Caldas. Da esquerda para direita: Roberto e Miguel (em pé), Aristites, Antonio e Clarisse (sentados). Cerca de 1935
Gilda de Mello e Souza (à época, Gilda de Moraes Rocha) e Antonio Candido em viagem do grupo de teatro para Araraquara
Antonio Candido com a primeira filha do casal, Ana Luisa Escorel
Candido no Congresso de Ensino Rural. São Carlos, 1949 ou 1950
Antonio Candido no segundo apartamento que ocuparam na estadia em Paris, na Avenue de La Motte-Picquet, com Marina (filha caçula do casal), Gilda, Laura e Hilda Correia Rocha, mãe de Gilda, em 1956
Antonio Candido com os irmãos Campos sentados à sua frente, no segundo Congresso Brasileiro de Crítica e História Literária. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Assis, 24 a 30 de julho de 1961
Antonio Candido, Gilda de Mello e Souza e Jorge de Sena no batizado de Maria José de Sena, de quem são padrinhos. Araraquara, 1963
Antonio Candido com Jean Maugué na casa de Cruz Costa, 22 de julho de 1968
Antonio Candido e Gilda de Mello e Souza com a neta Dora Vergueiro na casa de Poços de Caldas em fins dos anos 1970
Foto: Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros USP – Fundo Antonio Candido de Mello e Souza

.

 

Diagramação: Caio de Benedetto / Jornal da USP .

  • 260
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados