O risco da “smart city” para a privacidade dos cidadãos

Ficção da série “Black Mirror” já ocorre na China, população é rastreada para que o governo obtenha dados até de honestidade

  • 621
  •  
  •  
  •  
  •  

As chamadas “cidades inteligentes” estão  cada vez mais reais no mundo atual, tornando tentador morar em um lugar  em que as muitas funcionalidades podem ser controladas  por meio de um aplicativo  para o celular.  A professora Raquel Rolnik, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, comentou o assunto e sobre o modelo já existente na China, em sua coluna Cidade para Todos. Acompanhe pelo link acima.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 621
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados