Índios se reúnem para manifestar suas demandas e são reprimidos

Colunista expõe uma série de medidas adotadas que representam o cerceamento dos direitos indígenas

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na última semana de abril, ocorreu a 15ª edição do Acampamento Terra Livre, que é uma reunião de indígenas realizada em Brasília, visando ao diálogo com autoridades e a manifestação de suas demandas. Dessa vez, no entanto, o governo inexplicavelmente mobilizou a Força Nacional de Segurança para policiar e reduzir a dimensão das manifestações do grupo, algo que gerou críticas. Apesar disso, o evento transcorreu de forma pacífica.

Pedro Dallari acredita que esse tipo de acontecimento é preocupante e se torna ainda pior no contexto atual. Recentemente, por exemplo, a Funai (Fundação Nacional do Índio) saiu do Ministério da Justiça para integrar o da Mulher, Família e Direitos Humanos, causando preocupação por essa poder ser uma estratégia de abandono da fundação.

O cenário de vulnerabilidade dessa parcela da população é, segundo o colunista, mundial. O Canadá é um dos poucos países que servem de exemplo para o restante, porque tenta de fato preservar os direitos indígenas. Pensando no contexto nacional, ele elogia a USP, afirmando que ela tem se dedicado bastante à causa.

Pelo link acima, ouça a íntegra da coluna Globalização e Cidadania.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •