Cresce demanda por profissionais da área de gerontologia

Com cerca de 20 milhões de idosos no País, falta atendimento de profissionais qualificados

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Com o envelhecimento da população brasileira, a demanda por profissionais da área de gerontologia aumentou. Entretanto, ainda existem poucos profissionais especializados para atender o público idoso.

Foto: geralt / Flickr via Wikimedia Commons / Domínio público

No Brasil, os idosos, que correspondem a cerca de 20 milhões da população, quando necessitam de cuidados médicos, acabam sofrendo com a escassez de profissionais. Para a professora Luciana Kusumota, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP, “além da falta de interesse dos jovens graduandos pela temática, outra dificuldade da área é a falta de profissionais qualificados para formarem novos especialistas”.

Pensando na demanda crescente no País, a EERP desenvolve alguns projetos relacionados à gerontologia, visando à especialização de mais profissionais para o mercado. “Ações como palestras e simpósios são algumas das atividades que realizamos. O intuito é realmente desenvolver o interesse, abrirmos o leque e sair das salas de aula para gerar a atração pelo cuidado com o idoso”, diz Luciana.

Ouça a entrevista no link acima.

Por: Joice Soares

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados