Inclusão do trabalhador idoso traz benefício da troca de experiência

Quadro de funcionário diversificado é um dos pontos positivos da inclusão da terceira idade nas empresas

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Idoso – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

A qualidade de vida na terceira idade contribui para que a população pare de trabalhar mais tarde. Assim, entre 2010 e 2015, cresceu quase 30% o número de pessoas com idade de 50 a 64 anos no mercado formal. Os dados são da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) divulgado no portal do Ministério do Trabalho.

Para a professora Irene Miura, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP) da USP, inserir o trabalhador idoso e compor quadro de funcionários diversificado melhora a imagem da instituição. Além disso, ela fala que o trabalhador da terceira idade pode contribuir com suas experiências no aprendizado dos funcionários mais novos.

Ouça a entrevista no link acima.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados