USP em Ribeirão precisa de voluntários para pesquisas

São estudos sobre atividade física e hipertensão arterial; uso do hormônio ocitocina e alterações do peso; tratamento de crianças que chupam os dedos e daquelas que precisam de aparelho, além de programas para idosos

A Faculdade de Medicina (FMRP) precisa de voluntários para pesquisa sobre hipertensão arterial (pressão alta) e sobre o uso do hormônio ocitocina, enquanto a Faculdade de Odontologia (Forp) faz triagem para crianças que chupam os dedos e que também necessitam de aparelho ortodôntico. Na Escola de Educação Física e Esporte (EEFERP), tem vagas para projetos voltados à saúde do idoso. Veja abaixo cada uma das pesquisas e o perfil do voluntário. 

Exercício físico e hipertensão arterial 

Para a pesquisa sobre hipertensão arterial (pressão alta), a FMRP recruta mulheres entre 35 e 65 anos que tenham interesse num programa monitorado e supervisionado de exercícios físicos. O objetivo é avaliar a eficácia do exercício físico no controle da pressão arterial e na qualidade de vida, mesmo quando associado ao tratamento medicamentoso. Portanto, para participar as interessadas devem ser hipertensas (ter pressão alta), tratadas ou não com medicamentos; não podem ter doenças como diabete ou histórico de infarto, nem Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou ser tabagistas. As interessadas passarão por uma triagem para inclusão no programa.

As atividades serão desenvolvidas no Centro de Educação Física, Esporte e Recreação (Cefer) da Prefeitura do Campus da USP em Ribeirão Preto, durante aproximadamente quatro meses, três vezes por semana, em uma hora por sessão. O horário será estabelecido de acordo com a disponibilidade de cada voluntária. E as interessadas devem entrar em contato de segunda a sexta-feira pelos telefones (16) 3315-0742 e 3315-4416 entre 8h e 11h e entre 14h e 16h30.

Alterações do peso corporal e o hormônio ocitocina

O programa de pós-graduação em Saúde Mental da FMRP recruta voluntárias saudáveis para participar de um estudo sobre a relação do hormônio ocitocina e a suas associações com as alterações do peso corporal. A ocitocina endógena é produzida pelo nosso corpo e tem funções de promover as contrações do útero durante o parto e desenvolver laços de apego e empatia entre os seres humanos.

O uso da ocitocina exógena (uso externo em forma de medicamento) tem sido testado como medida auxiliar na redução de peso em pessoas com sobrepeso ou obesidade. O estudo quer avaliar se o uso desse hormônio contribui para a redução do peso corporal em pessoas saudáveis com algum grau de sobrepeso. Podem participar mulheres com 18 anos ou mais, não ter doenças clínicas ou mentais previamente diagnosticadas e não estar grávida ou lactante. As interessadas em participar ou que queiram saber mais sobre o estudo podem entrar em contato com a pesquisadora Brisa Burgos, pelo e-mail brisaburgos@hotmail.com ou telefone (16) 98116-6303, até junho de 2020.

Triagem de crianças na Forp

A disciplina de Ortodontia Preventiva da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (Forp) da USP está com inscrições abertas para triagem de crianças que tenham o hábito de sucção digital (chupar o dedo). Os candidatos devem ter entre 6 e 11 anos e dentição mista, quando os dentes de leite e os permanentes coexistem. As inscrições são feitas aqui e estarão disponíveis até o preenchimento das 120 vagas. Mais informações: (16) 3315-3987.

Aparelho ortodôntico para crianças

A Forp também recebe inscrições para triagem de crianças, entre 6 e 10 anos de idade, que apresentam dentes tortos e necessitam de aparelho ortodôntico preventivo e interceptor. O tratamento é gratuito, porém o paciente deverá se responsabilizar pelo custo dos exames para diagnóstico (documentação ortodôntica). As inscrições devem ser feitas somente pelo site e estão abertas até o preenchimento das 200 vagas disponíveis. Mais informações: (16) 3602-3987. 

Programas para idosos

A Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto (EEFERP) da USP recebe inscrições para dois projetos voltados à saúde do idoso. O programa de treinamento combinado e suplementação nutricional é exclusivo para mulheres com idade entre 50 e 70 anos. Já o programa de treinamento multicomponente está aberto para homens e mulheres partir dos 50 anos.  O objetivo é melhorar a força muscular, capacidade cardiorrespiratória, agilidade, equilíbrio, coordenação motora e qualidade de vida em um ambiente que favoreça a interação social dos participantes. Veja matéria completa aqui.  

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.