“Política bolsonarista foi amplamente combatida nessas eleições”

A afirmação é do professor Guilherme Wisnik em sua análise sobre o resultado do primeiro turno das eleições municipais e da passagem, para o segundo, das candidaturas de Bruno Covas e Guilherme Boulos

Em sua coluna desta semana, Guilherme Wisnik propõe-se a uma análise das eleições municipais realizadas no último domingo (15) em todo o País. Concentrando seu foco em São Paulo, o colunista considera ter sido “um grande alento perceber que a política bolsonarista foi amplamente combatida nessas eleições”. Da mesma forma, entusiasma-se com o crescimento de bancadas de “vereadores muito mais plurais, muito mais ligados a movimentos de afirmação” – o que, para ele, é um ponto positivo na política brasileira.

Wisnik também comenta a passagem para o segundo turno das candidaturas de Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL), “dois candidatos que não são de extrema-direita”. A partir do primeiro debate entre os dois, ele tece considerações sobre algumas das propostas presentes tanto na agenda de Covas quanto na de Boulos, sobretudo  no que se refere a questões de política urbana.

Acompanhe a íntegra do comentário pelo link acima.


Espaço em Obra
A coluna Espaço em Obra, com o professor Guilherme Wisnik, vai ao ar toda quinta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.