Vídeo educativo informa à população sobre sífilis

Casos da doença no País aumentaram mais de 5.000%, de 2010 a 2015. Vídeo fala de prevenção, diagnóstico e tratamento

  • 378
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Ricardo Almeida / ANPr via Fotos Públicas

.
Os casos de infecção por sífilis no Brasil aumentaram mais de 5.000% entre 2010 e 2015, e passaram de 1.249 para 65.878, segundo o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde. Para informar à população sobre as formas de prevenção, diagnóstico e tratamento, pesquisadores da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP produziram um vídeo educativo.

“O principal objetivo foi oferecer à população um material educativo atualizado e com base nas recomendações científicas para auxiliar na compreensão desse problema de saúde e das práticas seguras”, afirma Policardo Gonçalves da Silva. O material é resultado da pesquisa de mestrado de sua autoria, Assistência de enfermagem para prevenção e manejo da sífilis: validação de material educativo, realizado sob orientação da professora Soraia Assad Nasbine Rabeh, da EERP.

O pesquisador explica que o vídeo simula uma consulta de enfermagem e traz um ator interpretando um usuário com suspeita de ter contraído a infecção. “O curta explica as formas de prevenção, como são realizados os testes rápidos, o exame de triagem e, ainda, traz informações a respeito da infecção e propagação da sífilis e de outras infecções sexualmente transmissíveis (IST).”

O pesquisador Policardo Gonçalves da Silva e sua orientadora, Soraia Assad Nasbine Rabeh / Foto: arquivo pessoal

A produção do vídeo foi realizada a partir de um roteiro e storyboard (sequência da história) elaborados pelos autores, com base nas recomendações definidas pelo Ministério da Saúde. O material foi validado por um comitê de especialistas na temática e por técnicos especialistas em vídeo e comunicação audiovisual. Depois de validado, foi submetido a um estudo piloto com 11 usuários do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) da cidade de Passos, Minas Gerais, que também concordaram com as informações fornecidas pela mídia.

O vídeo está disponível no Youtube e pode ser assistido neste link.

Sífilis

A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível que pode ser transmitida por meio da relação sexual desprotegida, isto é, sem o uso do preservativo, ou de mãe para filho durante a gestação ou parto. Sua classificação se dá pelo tempo de infecção, bem como pela presença de manifestações clínicas, sendo dividida nos seguintes estágios: primário, secundário, latente, terciário, sífilis em gestante e sífilis congênita.

A prevenção desta infecção se dá por meio de práticas sexuais seguras, como o uso do preservativo em todas as relações sexuais e, no caso das gestantes e da(s) parceria(s) sexual(is), é indispensável o acompanhamento e testagem rápida durante as consultas do pré-natal.

O diagnóstico pode ser feito por meio do teste rápido disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), oferecendo o resultado em cerca de 30 minutos. Caso o resultado seja reagente (positivo para a doença), os profissionais de saúde direcionam o usuário para os procedimentos necessários acerca do tratamento e acompanhamento.

 Mais informações: (16) 3315-3525, e-mail imprensa.rp@usp.br, no Serviço de Comunicação Social da Prefeitura do Campus de Ribeirão Preto da USP

  • 378
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados