Professor da USP é nomeado fellow de universidade norte-americana

Vanderlei Bagnato, diretor do Instituto de Física de São Carlos, tornou-se membro da Texas A&M University

Por - Editorias: Universidade - URL Curta: jornal.usp.br/?p=207492
  • 443
  •  
  •  
  •  
  •  
Fachada da Texas A&M University, nos Estados Unidos – Foto: Divulgação

O diretor do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da USP, professor Vanderlei Bagnato, foi nomeado ‘Fellow’ – membro docente – do Instituto Hagler de Estudos Avançados da Texas A&M University (EUA), assim como outros oito renomados cientistas na seleção 2018-19. Os escolhidos têm contribuído para avanços significativos em pesquisas nas áreas de engenharia, química, física, ciência dos materiais, energia e ciência política.  

+ Mais

Pesquisadores da USP recebem maior honraria na área científica do País

Dispositivo com luz violeta auxilia a diagnosticar lesão bucal

No anúncio oficial da nova classe de docentes, o presidente da Texas A&M University, Michael K. Young, enalteceu o fato das nomeações abrangerem membros de academias importantes dos Estados Unidos, como a de ciências, de engenharia e de artes, além de instituições equivalentes em todo o mundo e até sociedades reais da Inglaterra, Canadá e Austrália: “Mais uma vez, o Instituto Hagler reuniu uma classe de acadêmicos e pesquisadores com qualificações excepcionais. Estes nove membros do corpo docente trabalharão em estreita colaboração com nossos pesquisadores para avançar nas fronteiras da pesquisa acadêmica, melhorar a reputação da pesquisa da Texas A&M e apresentar oportunidades transformacionais aos nossos estudantes.”

A seleção ocorre entre os acadêmicos que se destacaram por suas realizações profissionais ou reconhecimento significativo. Cada membro do corpo docente agora nomeado fará parceria com um ou mais departamentos que oferecem cursos de pós-graduação, alojados nas 16 faculdades ou escolas do Texas A&M ou no campus desta Universidade, em Galveston, Estados Unidos. No caso de Bagnato, a colaboração será com a Faculdade de Engenharia e a Faculdade de Ciências. O diretor é membro da Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano e da Academia Mundial de Ciências. Entre seus trabalhos mais reconhecidos, está uma pesquisa significativa em resfriamento a laser, capturando átomos neutros e aplicando os princípios da ótica e lasers em ciências da saúde.

O trabalho no Texas

Segundo Bagnato, nos próximos quatro anos estará viajando algumas vezes por ano ao Texas para realizar, junto com pesquisadores de lá e com a colaboração de pesquisadores do IFSC, diversos trabalhos. “Tenho  muitas obrigações com meu IFSC, tanto como pesquisador/professor, mas também como diretor. Mesmo assim, tenho que fazer o esforço para levar este projeto adiante, pois vejo que ele é uma oportunidade para estreitar os laços com o Texas e criar espaços vantajosos para meus excelentes parceiros da USP e de outras instituições”.

Professor Vanderlei Salvador Bagnato – Foto: Francisco Emolo/Banco de Imagens USP

Estão colaborando com Bagnato, nesta oportunidade, os professores Sebastião Pratavieira, jovem contratado pelo IFSC, e a professora Cristina Kurachi, com os quais serão realizados projetos na área de câncer e detecção precoce de problemas vasculares, com técnicas inovadoras. Além destes, os pesquisadores Gustavo D. Telles e Mônica Caracanhas colaborarão em desenvolvimento de conceitos termodinâmicos para condensados de Bose-Einstein. “É também uma excelente oportunidade para tornar nossa instituição mais internacional”.

Tudo indica que a primeira visita de Bagnato ao Texas ocorrerá no início de 2019, participando em uma série de palestras e na solenidade oficial de posse dos novos fellows da Universidade do Texas A &M. “Esta universidade é uma das maiores escolas de engenharia dos Estados Unidos, e esta oportunidade vem na hora certa, quando queremos unir física, química, matemática e engenharia em prol de inovações que beneficiarão cursos e atividades no campus de São Carlos”, diz Bagnato,  referindo-se às novas tentativas de ter áreas como bio-engenharia, física médica e química médica na USP São Carlos.

A Fellow Faculty do professor Bagnato compreenderá recursos vindos da Universidade do Texas para custear todas suas visitas à instituição, bem como recursos adicionais para levar consigo estudantes, pós-doutores e colaboradores para trabalharem em conjunto com ele.

A instituição

O Instituto Hagler de Estudos Avançados foi criado em dezembro de 2010 pela Diretoria de Regentes da Texas A&M University para aproveitar a crescente reputação acadêmica da universidade e fornecer uma estrutura para atrair acadêmicos de todo o mundo para nomeações de até um ano. A seleção dos membros do corpo docente inicia-se sempre com indicações do corpo docente de academias nacionais e acadêmicos do calibre do Prêmio Nobel, que se alinham aos pontos fortes e ambições existentes na universidade.

A Texas A&M University é uma das principais instituições de pesquisa do mundo, colocando-se na vanguarda por meio de contribuições significativas para bolsas de estudo e descobertas, incluindo a da ciência e tecnologia. Para o diretor do IFSC, “tão importante como fazer contribuições para a ciência é tê-las reconhecidas e aceitas pela comunidade. Vejo esta fellowship como uma oportunidade de tornar a USP e nosso Instituto ainda mais internacionais, levando com isto o nome de São Carlos ainda mais longe”, conclui.

Adaptado de Rui Sintra, da Assessoria de Comunicação do IFSC

 

  • 443
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados