O tipógrafo Aldo Manuzio é assunto desta semana de Marisa Midori

Segundo a professora, o tipógrafo pertenceu à primeira geração e foi responsável por sistematizar a cadeia produtiva do livro  

Em mais uma coluna Bibliomania, que foi ao ar no dia 27 de março, a professora Marisa Midori abordou um grande tipógrafo editor. “Do ponto de vista cronológico é como se andássemos para trás. Começamos com um importante tipógrafo do século 19, William Morris; depois recuamos no tempo, no século 16, e visitamos a oficina de Christophe Plantin; e recuando um pouquinho mais, chegamos a Aldo Manuzio, que pertence a uma primeira geração de tipógrafos”, informa.

“Aldo Manuzio nasceu no século 15, na Península Itálica, e sua importância está em sistematizar, dentro da atividade editorial, toda a cadeia produtiva em seu próprio ateliê”, comenta. E continua: “Como helenista e intelectual humanista, ele logrou reunir grandes intelectuais ao seu redor, e como tipógrafo inovou na arte da tipografia, assim como no uso do itálico e nos formatos dos livros, constituindo um sistema de livraria poderoso, capaz de difundir esses livros para todos os leitores europeus”. Marisa Midori ainda cita um livro no Brasil dedicado a ele, Aldo Manuzio – Editor. Tipógrafo. Livreiro (Ateliê Editorial).

Ouça no link acima a íntegra da Coluna Bibliomania. 


Bibliomania
A coluna Bibliomania, com a professora Marisa Midori, vai ao ar toda sexta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.