Festas de confraternização contemplam risco de recaída no abuso de álcool

Nesse período, pessoas que já foram dependentes de álcool ou drogas não devem estar ou se sentirem sozinhas

Com a proximidade das festas de fim de ano é comum as reuniões para confraternização de colegas de trabalho, condomínio, amigo secreto, enfim, um momento onde se bebe além do necessário. Por isso é importante que pessoas que largaram a dependência – química ou alcoólica –  não estejam sozinhas. Igrejas estarão abertas para abrigar os desamparados, cerca de 22 mil instituições em toda a capital. O objetivo é evitar a recaída e voltar a beber ou fumar justamente por estarem sós. Na última coluna do ano, João Paulo Lotufo faz um alerta para esse período de final de ano.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna.


Dr. Bartô e os Doutores da Saúde
A coluna Dr. Bartô e os Doutores da Saúde, com o médico assistente do Hospital Universitário da USP João Paulo Lotufo, vai ao ar toda terça-feira às 09h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.