Aprovação do Programa Requalifica Centro exige debate mais profundo

Para Nabil Bonduki, embora programa seja importante para São Paulo, sua aprovação “foi muito pouco discutida pela cidade e pelos especialistas”

Na edição de Cotidiano na Metrópole desta semana, o arquiteto e urbanista Nabil Bonduki, professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, discute a aprovação do Programa Requalifica Centro, projeto de lei que busca estimular a requalificação de edificações para o uso habitacional e atrair investimentos para a região.

Para Bonduki, “o projeto é importante para a cidade, no entanto, ele foi muito pouco discutido pela cidade e pelos especialistas”. De acordo com o urbanista, a gestão municipal não deveria acelerar o processo de aprovação, já que a legislação e o Plano Diretor estabelecem que esse tipo de projeto exige consultas públicas e maior debate.

Iniciativas como o retrofit de edifícios obsoletos são ações que dialogam com diversos dos objetivos do Plano Diretor, incluindo combater os imóveis ociosos e subutilizados, reabilitar os bairros centrais, produzir habitação em áreas consolidadas e aproximar a moradia das oportunidades de trabalho, enumera o especialista.

Na opinião do professor, era necessário “ouvir especialistas, sociedade, movimentos sociais, movimentos de preservação e inúmeros segmentos que precisam ser ouvidos na hora de se definir um projeto com essa importância”.


Cotidiano na Metrópole
A coluna Cotidiano na Metrópole, com o professor Nabil Bonduki, vai ao ar toda quinta-feira às 10h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.