Carlos Eduardo Lins da Silva

O desaparecimento de jornais locais cria desertos noticiosos

“Há muita pesquisa consolidada mostrando que nos desertos noticiosos o nível de corrupção nas cidades aumenta quando não há jornais presentes fazendo o seu papel independente de cão de guarda da sociedade”, afirma o colunista

“É preciso chamar de mentira o que é mentira”

Carlos Eduardo Lins da Silva comenta editorial do “Estadão”, que sugere que alguns fatos sobre Bolsonaro não sejam noticiados e discute as melhores maneiras de lidar com as objeções ao jornalismo

Censura versus orientação ideológica

Carlos Eduardo Lins da Silva faz essa distinção a propósito do que ocorreu no Lollapalooza, que considera censura, e que não é o mesmo que orientação ideológica, caso de quando um jornal se recusa a publicar um artigo que vai contra sua linha editorial

O desaparecimento de jornais locais cria desertos noticiosos

“Há muita pesquisa consolidada mostrando que nos desertos noticiosos o nível de corrupção nas cidades aumenta quando não há jornais presentes fazendo o seu papel independente de cão de guarda da sociedade”, afirma o colunista

“É preciso chamar de mentira o que é mentira”

Carlos Eduardo Lins da Silva comenta editorial do “Estadão”, que sugere que alguns fatos sobre Bolsonaro não sejam noticiados e discute as melhores maneiras de lidar com as objeções ao jornalismo

Censura versus orientação ideológica

Carlos Eduardo Lins da Silva faz essa distinção a propósito do que ocorreu no Lollapalooza, que considera censura, e que não é o mesmo que orientação ideológica, caso de quando um jornal se recusa a publicar um artigo que vai contra sua linha editorial

\\ BUSCA

\\ PODCASTS

\\ ARTIGOS

Algumas preocupações sobre energia

Por José Roberto Cardoso, professor da Escola Politécnica da USP, e Suani Teixeira Coelho, professora da Instituto de Energia e Ambiente da USP

\\ MAIS LIDAS