Dormir mal pode causar problemas neurodegenerativos

O ato de dormir faz com que aconteça uma limpeza de substâncias tóxicas no cérebro

  • 1,7K
  •  
  •  
  •  
  •  

O programa Saúde sem Complicações desta semana traz o tema “dormir bem é envelhecer bem” e, para falar sobre, foi convidado o professor Alan Luiz Eckeli, do Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP.

O professor conta que recentemente havia várias especulações sobre a real função do sono. “Alguns diziam que servia para descansar, restaurar as energias corporais, entretanto, nos últimos três anos, evidências científicas começaram a apontar que o sono é essencial para a homeostasia cerebral, isto é, importante para o equilíbrio cerebral”, afirma.

Eckeli explica que, durante o sono, acontece um fenômeno no qual o líquido que banha o cérebro penetra e sequestra substâncias com potencial neurotóxico, ou seja, retira as substâncias que são tidas como maléficas para o cérebro. “Por exemplo, as doenças neurodegenerativas como Parkinson e Alzheimer apresentam um acúmulo de proteínas no cérebro, mas, ao serem banhados pelo líquido, acontece uma limpeza dessas substâncias durante o sono”, explica.

O professor ainda conta que existem hipóteses que apontam que pessoas que têm problemas ao dormir apresentam maiores chances de desenvolver uma dessas doenças neurodegenerativas, porque, afinal, “não realizam com frequência essas limpezas”.

O programa da Rádio USP é produzido e apresentado pela locutora Mel Vieira, com trabalhos técnicos de Mariovaldo Avelino e Luiz Fontana, e direção de Rosemeire Talamone. Toda a população está convidada a participar do Saúde sem Complicações, tirando dúvidas sobre saúde ou encaminhando sugestões de assuntos para novas discussões pelo e-mail imprensa.rp@usp.br.

Ouça o programa acima na íntegra.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 1,7K
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados