A dor é essencial à vida, mas é possível controlá-la

Seja de cabeça, nas costas, nos pés, reumática, a dor é uma das principais queixas de quem procura a medicina. E quando em níveis normais, tem importante função de alerta

A dor é uma das principais reclamações em consultórios e hospitais do País. Recente pesquisa do Ministério da Saúde aponta que a dor de cabeça, a dor nas costas e a dor muscular são as que mais afetam a população brasileira. Os motivos são variados e vão desde a correria do dia a dia, como o estresse no prazo de entrega de tarefas, até a lesão de alguma parte do corpo.

Foto: Syed Nabil via Flickr-CC

Manoel Jacobsen Teixeira, diretor do Centro de Dor do Hospital das Clínicas e professor do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina da USP, afirma que a dor nos acompanha durante toda a vida, mas, seja lá como for que se apresente – como um alerta ou como uma dor crônica – , o fato é que ela é essencial para a manutenção de nossa saúde.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da matéria.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.