Neurologistas são chamados para a linha de frente da covid-19

Octávio Pontes comenta que diante do esforço desses profissionais espera que os governantes vejam a formação em residência médica como prioridade

Nesta edição da coluna Minuto do Cérebro, o professor Octávio Pontes Neto chama a atenção para médicos neurologistas que precisaram ir para a linha de frente no combate à pandemia da covid-19. 

O professor explica que devido aos esforços feitos para conter o novo coronavírus, os serviços de saúde do País ficaram sobrecarregados, como é o caso dos centros de terapia intensiva e das unidades de atendimento de emergência. Dessa forma, os profissionais de saúde sofrem física e psicologicamente com a maior demanda de serviços.

“Um dos reflexos dessa sobrecarga de trabalho é que profissionais da saúde de diversas especialidades, de diversos setores do hospital, têm sido realocados e recrutados para trabalhar na linha de frente de atenção da covid-19 em emergências e terapias intensivas”, afirma Pontes Neto. 

Residentes, médicos assistentes e docentes da área de Neurologia, conta o professor, que foram chamados para plantões em áreas de terapia intensiva, precisaram estudar novamente ventilação mecânica e suporte hemodinâmico para se preparar para os atendimentos. Diante do esforço desse pessoal, a expectativa do professor é a de que “o investimento em infraestrutura e na formação dos profissionais de saúde e em residência médica comece a ser visto como prioridade pelos governantes”.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Minuto do Cérebro.


O minuto do Cérebro
A coluna O minuto do Cérebro, com o professor Octávio Pontes Neto, vai ao ar toda terça-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.