Momento Sociedade#10: Políticas de mobilidade urbana são marcadas pelo imediatismo

No dia 6 de setembro, a cidade de São Paulo foi surpreendida por uma greve de ônibus. A paralisação foi motivada pela redução da frota e pela manutenção de postos de trabalho. Partindo desse fato, o Momento Sociedade desta semana discute a importância desse modal para a mobilidade urbana. Segundo José Luiz Portella, as políticas brasileiras são marcadas pelo imediatismo e grandes ideias, como as ciclovias ou corretores de ônibus, que acabam sendo implementadas de maneira equivocada

Momento Sociedade #9: Estudo sobre o precariado vai comparar Brasil e EUA

O Momento Sociedade desta semana continua tratando da questão do precariado, desta vez com um novo recorte: a comparação entre Brasil e Estados Unidos. O índice de desemprego nos EUA é o menor das últimas cinco décadas, no entanto a geração de emprego não significa, necessariamente, alta qualidade de vida

Momento Sociedade #8: O “precariado” e as relações de trabalho

O Momento Sociedade desta semana, com o pesquisador José Luiz Portella, discute a precarização do trabalho, sobretudo nos países da semiperiferia do capitalismo como Brasil, África do Sul e Portugal. Em “A Rebeldia do Precariado”, livro de Ruy Braga, chefe do Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, é apresentado o conceito de “precariado”, isto é, o trabalhador com deterioração de seu padrão de vida e condição de trabalho

Momento Sociedade #7: “A integração é a chave do transporte”

O Momento Sociedade desta semana chama a atenção para um problema persistente em algumas metrópoles: a integração no sistema de transportes. “No Brasil atual, quando se faz alguma crítica, na tentativa de aprimoramento, logo você é colocado como opositor. Precisamos acabar com isso, existe uma justa medida”, contou José Luiz Portella, ex-secretário executivo do Ministério dos Transportes. “A integração é a chave do transporte.” Portella explica que para criarmos um sistema cicloviário correto precisamos integrar em rede os modos de transporte – os “modais”. No caso da valorização do transporte por bicicletas, ele explica que é necessário se criar ciclovias conectando locais importantes. “Para isso algumas medidas são necessárias, como criar uma política de estacionamentos, por exemplo. Assim, uma pessoa cujo carro está no rodízio pode fazer parte relevante de seu deslocamento via outro modal.”

Momento Sociedade #8: Cidades devem ser construídas da perspectiva humana

As teses do urbanista e intelectual dinamarquês Jan Gelh apontam que carros e construções individuais afetam a qualidade de vida no ambiente urbano, pois diminuem o espaço público. Além disso, estudo elaborado por universidades norte-americanas mostram relação direta entre longevidade e socialização

Momento Sociedade #7: Elite brasileira segue sem projeto de autonomia cultural para o País

No Momento Sociedade desta semana, José Luiz Portella, doutorando em História Econômica na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, apresenta a dissertação de mestrado “Vanguarda do atraso ou atraso da vanguarda? Oswald de Andrade e os teimosos destinos do Brasil”, defendida em 2012 pela autora Bruna Della Torre de Carvalho Lima.

Portella explica que a dissertação acabou virando livro e é um material muito rico sobre a “dependência cultural brasileira”. Ao trabalhar em cima de textos do modernista Oswald de Andrade como a peça O Rei da Vela (1933) e o Manifesto Antropófago (1928) por exemplo, o livro pretende encontrar as matrizes do conceito de antropofagia. “Oswald de Andrade tinha um cuidado na absorção de aspectos de outras culturas para que se incorpore somente o necessário. Assim, a modernidade não acabaria sufocando as culturas naturais do Brasil, impedindo a transformação da cultura brasileira em um amontoado de fragmentos das culturas exteriores”, comenta.

Momento Sociedade #5: Lei Rouanet deve apoiar grandes exposições internacionais?

Ministério da Cidadania limitou o teto de captação da Lei Rouanet à 1 milhão de reais por projeto. Nos últimos anos, boa parte dos recursos disponíveis pela ferramenta foram dedicados a grandes eventos. Desde 2011, o Brasil, principalmente nas grandes cidades, faz parte do circuito de exposições blockbusters, caracterizadas por seu grande porte e caráter internacional. As mostras internacionais têm um impacto cultural onde o país mais precisa? Quais os interesses por trás delas? Com a limitação orçamentária, a cultura nacional não estaria prejudicada em uma concorrência injusta? Essas são as perguntas que Marina Miorim busca responder em sua tese de doutorado.

Momento Sociedade #4: Mobilidade em São Paulo pede integração dos meios de transporte

José Luiz Portella  explica que o necessário é – antes de tudo – “interconectar trem, Metrô, ônibus e seus corredores, carros, bicicletas”. Isso porque de quanto mais conexões a população dispuser, mais distribuída ela estará, melhorando a mobilidade. Portella, que atualmente é doutorando em História Econômica na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, exemplifica o benefício das conexões através da estação da Sé; uma das alternativas seria construir linhas “circulares”, criando conexões dentro da atual rede de Metrô, como a futura linha 6 – Laranja

Momento Sociedade #3: “O olhar do jornalista é a janela que temos para o mundo”

Diz José Luiz Portella sobre a importância do bom jornalismo a partir da tese de Pedro Paulo Martins Serra, que compara o telejornalismo brasileiro ao francês, apontando desdobramentos das diferenças entre os dois, tanto pela formação, como por suas estruturas, a tese está sob orientação da diretora da FFLCH, Maria Arminda do Nascimento Arruda

Momento Sociedade #02: Importância histórica da formação do Ministério da Cultura

Submetido a três extinções ao longo de toda sua história, o Ministério da Cultura enfrenta novamente os mesmos problemas. O posicionamento do governo Bolsonaro em relação à área cultural é muito similar a medidas já tomadas nos mandatos de Collor, nos anos 1990, e de Temer, em 2016. Uma dissertação de mestrado, realizada na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, evidencia a importância e os fatores que levaram à formação e às dissoluções do Ministério

Momento Sociedade #01: Busca desenfreada por rentabilidade na Bolsa de Valores ocasiona a especulação

Números preocupantes fizeram da economia uma das principais pautas da sociedade, senão a mais destacada. O País, hoje, tem a renda por pessoa 5% abaixo do que era em 2014. Nesse cenário, o governo federal propõe ajustes fiscais e reformas estruturantes, como a da Previdência Social. O estudo desenvolvido no programa de História Econômica da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, por José Jobson de Nascimento Arruda, analisou a ascensão da Bolsa de Valores de São Paulo nos anos 90, a fim de entender o efeito do investimento acionário sobre o capital produtivo. Os dados são bem atuais