Pesquisa mapeia a produtividade da soja nos últimos 50 anos

Trabalho realizado na Esalq analisou os principais fatores que levaram ao aumento da produção do grão nas últimas cinco décadas

 06/06/2019 - Publicado há 3 anos
Por

Compreender os motivos que levaram a um aumento da produtividade da soja, nos últimos 50 anos, poderá auxiliar em novo crescimento de produção e melhor qualidade da planta no futuro. “Afinal, a cultura tem potencial para crescer ainda mais”, afirma o engenheiro agrônomo Renan Caldas Umburanas. Em entrevista ao Novos Cientistas, o pesquisador deu detalhes sobre seu estudo, que foi desenvolvido na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba. Caldas fez parte de sua pesquisa na Universidade Estadual do Centro Oeste do Paraná (Unicentro) e na University of Illinois at Urbana-Champaign, nos EUA. A orientação foi do professor Klaus Reichardt, da Esalq.

Atualmente, o Brasil é o segundo maior produtor de soja de mundo, perdendo apenas para os EUA. Dentre os motivos que levaram a um crescimento do grão na última safra, Caldas destaca em seu estudo como as cultivares brasileiras de soja foram modificadas. Em princípio, o cientista estudou sementes de cultivares antigas oriundas de um banco de germoplasma da Embrapa Soja, realizando experimentos em campo e em ambiente protegido. E dentre as mudanças identificadas nos cultivares, o engenheiro conta que foram diversas, como a anatomia das folhas, a pilosidade da planta, formato do grão e ângulo dos pecíolos. “Mas a principal diferença foi na arquitetura da planta, que ficou mais adequada para absorver a radiação solar”, contou o pesquisador.


O podcast Os Novos Cientistas vai ao ar toda quinta-feira, às 8 horas, dentro do Jornal da USP no Ar, que é apresentado diariamente pela jornalista Roxane Ré, das 7h30 às 9h30, na Rádio USP FM (93,7 MHz).


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. No ar, pela Rede USP de Rádio, de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 10h45, 14h, 15h e às 16h45. Em Ribeirão Preto, a edição regional vai ao ar das 12 às 12h30, com apresentação de Mel Vieira e Ferraz Junior. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.