Pandemia tende a provocar alterações nos espaços da cidade

Guilherme Wisnik prevê o esvaziamento de muitos edifícios de escritórios e o surgimento, nos prédios residenciais, de espaços adaptados para o home office

Ao comentar os impactos da pandemia no espaço da cidade, o professor Guilherme Wisnik observa que um dos traços históricos de desigualdade mais marcantes é a distância entre moradia e trabalho, ou seja, a distância entre os moradores das áreas periféricas das cidades e os das áreas mais centrais, com tudo o que isso implica no que diz respeito à mobilidade urbana e na constituição de um evidente traço de exclusão social no meio urbano. Hoje, com a pandemia, a situação se agrava, uma vez que muitas pessoas não podem deixar de lado o trabalho presencial e são obrigadas a continuar se deslocando, expondo-se, assim, aos riscos de contaminação pelo novo coronavírus.

“Além disso”, prossegue o colunista, “essa desigualdade se potencializa hoje em dia na desigualdade de acesso à conexão”. Há os que podem e os que não podem fazer o home office. “Quem não tem boa conexão está e estará cada vez mais alijado desse novo mundo, que agora vai se consolidando cada vez mais”, num contexto que reforça a exclusão já existente no espaço físico. Por causa disso, Wisnik prevê o esvaziamento de muitos dos edifícios de escritórios, como já está ocorrendo, com “grandes áreas, lançamentos imobiliários de edifícios corporativos se tornando obsoletos”. Por outro lado, nos edifícios residenciais surgem espaços feitos para o trabalho realizado em casa: o salão de festas trocado pelo bem equipado salão de computadores, além de espaços domésticos adaptados para o home office.

Wisnik acredita que muitas dessas mudanças vieram para ficar e “transformarão os espaços de trabalho, transformarão os bairros de edifícios de escritórios e transformarão as plantas dos apartamentos e das casas. Teremos de estar preparados para essas mudanças emergenciais que estão surgindo e que se consolidarão daqui para a frente”.


Espaço em Obra
A coluna Espaço em Obra, com o professor Guilherme Wisnik, vai ao ar toda quinta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.