O rock progressivo no Brasil e sua influência do rock internacional

Bandas como Os Mutantes, O terço e Porcupine Tree marcaram com grandes sucessos essa vertente do rock nos anos 70 

Nesta edição do programa História do Rock, o Professor Mario De Vivo traz o rock progressivo no Brasil, e apresenta Os Mutantes, banda paulista que começou nos anos 60 com o rock psicodélico. Formada por Rita Lee, Arnaldo Baptista e  Dinho Leme, a banda é considerada um dos principais grupos do rock brasileiro. Após a saída de Rita Lee e Arnaldo Baptista e remodelações, a banda ficou mais afinada com o que estava se fazendo contemporaneamente no rock internacional progressivo, esbanjando influência do som inicial da banda Yes nos teclados, com órgãos, sintetizadores e muita variação rítmica como pede o gênero. A banda britânica Yes, formada originalmente por Jon Anderson, Chris Squire, Tony Kaye, Peter Banks e Bill Bruford em 1968, foi uma das influências para a banda brasileira. 

Outra banda que também marcou o rock progressivo brasileiro nos anos 70 foi O Terço, formada no Rio de Janeiro em 1968 por Jorge Amiden, Sérgio Hinds e Vinícius Cantuária. A banda começou tocando rock clássico, mas logo pendeu para o rock progressivo e o rock rural e pop caracterizando o som e a diversidade musical da banda. Um dos discos de grande sucesso foi o LP Criaturas da Noite, de 1975. 

Segundo o professor De Vivo, o rock progressivo teve muita influência no rock metal, em função das suas melodias ricas e harmonias mais sofisticadas. “Atualmente existe uma linha forte dentro do rock metal que é o metal progressivo.” Cita, como exemplo deste estilo, a banda britânica Porcupine Tree, formada na Inglaterra e que lançou em 2010 a música Normal. A banda é um projeto do músico Steven Wilson e atualmente se encontra inativa, já que o cantor está focado em sua carreira solo. O último show do Porcupine Tree foi realizado em 14 de outubro de 2010, em Londres. A banda lançou ao todo dez álbuns de estúdio.

Ouça no player acima a íntegra do programa História do Rock.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.