“Economistas apontam para um aumento da dívida pública global”

É o que afirma Gilson Schwartz, que destaca ainda que será necessário adotar políticas fiscais flexíveis que ajudem a transformar as estruturas produtivas

Políticas fiscais flexíveis que ajudem a transformar as estruturas produtivas, prioridade no combate à desigualdade social e apoio a uma transição rumo a modelos de desenvolvimento que asseguram um futuro mais verde são as principais recomendações feitas por economistas do FMI. Segundo Vitor Gaspar e Gita Gopinath, o declínio acentuado na produção global exigiu uma resposta fiscal maciça e até a nacionalização temporária de empresas se justifica para aumentar a capacidade de atendimento na saúde pública, substituir a renda familiar perdida e evitar falências em larga escala.

O professor Gilson Schwartz destaca que “os economistas apontam para o grande problema que vem surgindo, que é um aumento sem precedentes da dívida pública global, que chegou ao nível mais alto da história. Mais de 100% do PIB global, muito acima dos picos atingidos depois da Segunda Guerra Mundial”.

Para conhecer as recomendações do FMI acesse ao link: http://blogs.imf.org/2020/07/10/fiscal-policies-for-a-transformed-world/?utm_medium=email&utm_source=govdelivery

Saiba mais no http://sites.usp.br/Iconomia

 


Iconomia 
A coluna Iconomia, com o professor Gilson Schwartz, vai ao ar toda segunda-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

Gilson Schwartz destaca ainda que o nível é o mais alto da história e que será necessário adotar políticas fiscais flexíveis que ajudem a transformar as estruturas produtivas. Prioridade no combate à desigualdade social e apoio a uma transição rumo a modelos de desenvolvimento que asseguram um futuro mais verde são as principais recomendações feitas por economistas do FMI.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.