Fifa divulga últimos dados sobre Copa do Mundo na Rússia

Relatório aponta evolução em disparos, velocidade dos jogadores e bloqueios mais eficazes na área do gol

  • 16
  •  
  •  
  •  
  •  

Para a coluna Ciência e Esporte desta semana, o professor Paulo Roberto Santiago fala do último relatório técnico liberado pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) sobre a Copa do Mundo na Rússia.  O professor conta que “relatórios como estes são liberados após todas as Copas e trazem análises numéricas feitas durantes os jogos”.

Mesmo não sendo um trabalho científico, Santiago diz que é uma informação interessante, principalmente por trazer dados numéricos e, com isso, possibilitar que estudiosos utilizem os dados de forma mais precisa e segura para estudos relacionados aos jogos.

O professor, ao analisar o relatório, diz que o dado que mais chamou sua atenção foi a eficiência dos chutes de fora da área e a eficiência dos jogadores. “Eles mostram que, em relação à Copa do Mundo de 2014, os números de chute de fora da área e de gols aumentaram, foram ao todo 29 tentativas bem-sucedidas.”

Para Santiago, os jogadores têm se especializado em fazer disparos, isto é, chutar a bola de fora da área, “principalmente pela questão dos times estarem formando defesas mais bem-sucedidas, mais compactas, formando uma barreira na frente do gol, e uma das formas de transpor esta barreira é fazendo os disparos de longe.”

Ouça na íntegra a coluna Ciência e Esporte.

  • 16
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados