Coronavírus e crise ambiental deixam a saúde do planeta em risco

Para o colunista Pedro Dallari, tão grave quanto a epidemia de coronavírus é o descaso com o meio ambiente

Para o professor Pedro Dallari, a pandemia de coronavírus é algo gravíssimo, mas há outro problema mundial que merece a atenção da comunidade globalizada: a crise ambiental. Em sua coluna desta semana, ele faz essa relação e explica suas razões. “O ano de 2020 começou sob o signo de uma gravíssima ameaça: a disseminação de doenças causadas pelo coronavírus, com milhares de infectados e muitos mortos. É um quadro que começa a ameaçar a economia mundial, com riscos de paralisação e mesmo recessão. Mas há uma grande mobilização no mundo como um todo, seja de medidas de proteção ou de coordenação feita pela OMS”, afirma ele. “Essa situação me permite comparar com outra situação, que talvez seja até mais grave, mas que não tem visto a mesma reação, a crise ambiental. Tal qual uma doença silenciosa, a destruição ambiental vai se propagando, sem que se tenha a mesma reação coordenada e de alocação de recursos que temos vistos no caso do coronavírus”, garante ele.

O colunista cita duas recentes reportagens publicadas no jornal Folha de S. Paulo para referendar o que diz: ” Elas relatam fatos muito graves que vêm ocorrendo e que demostram essa propagação nefasta contra o meio ambiente. Em uma, é apontado o crescimento do desmatamento na reserva extrativista Chico Mendes. Em 2019, o desmatamento aumentou mais de 200%”, conta ele. “Outra notícia é a queda das multas ambientais em 34% em 2019, comparando a 2018, justamente em um momento em que a degradação ambiental aumenta. Isso se deve à queda da fiscalização, já que o governo brasileiro vem enxugando orçamento dos órgãos de proteção ambiental e está promovendo um desmonte na máquina de fiscalização”, afirma o colunista.

Ouça no player acima a íntegra da coluna Globalização e Cidadania.


Globalização e Cidadania
A coluna Globalização e Cidadania, com o professor Pedro Dallari, vai ao ar toda quarta-feiraa às 8h, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.