“Chile e Colômbia podem ser inspiração para o Brasil”

Recentes eleições nos países vizinhos representaram a vitória da democracia sobre candidatos antidemocráticos

 10/08/2022 - Publicado há 2 meses

As recentes mudanças de governo no Chile e na Colômbia podem servir de inspiração para o Brasil, que assiste a enfáticas manifestações em favor da democracia às vésperas da eleição para a Presidência da República. Mais do que uma disputa ideológica entre direita e esquerda, a eleição de Gabriel Boric, no Chile, e de Gustavo Petro, na Colômbia, representou a vitória da democracia, uma vez que seus adversários defendiam posições marcadamente antidemocráticas e sem compromisso com o Estado de Direito e com os direitos humanos.

É o que afirma o professor Pedro Dallari na coluna Globalização e Cidadania desta semana. Ele cita ainda avanços da democracia nesses dois países atualmente. No Chile, que discute a aprovação de uma nova Constituição, a Assembleia Constituinte – presidida por Elisa Loncón, líder indígena do povo mapuche – inovou na promoção da inclusão social ao prever reserva de vagas para mulheres e indígenas. Na Colômbia, o novo presidente foi eleito com uma mulher na posição de vice-presidente, Francia Márquez.

“Outro aspecto importante a ser ressaltado nos casos do Chile e da Colômbia é a firme disposição dos novos presidentes em favor da promoção dos direitos humanos, inclusive no plano internacional”, destaca Dallari na coluna. “Mesmo pertencendo ao campo da esquerda, eles têm contrariado posições das forças mais tradicionais desse campo do Brasil e de outros países da região, manifestando-se, de forma bastante clara, contra os abusos aos direitos humanos promovidos pelas ditaduras da Venezuela, da Nicarágua e de Cuba. Gabriel Boric e Gustavo Petro também condenaram a agressão militar da Rússia contra a Ucrânia, ressaltando seu caráter contrário aos direitos humanos e ao direito internacional.”

Esse novo cenário da América Latina foi tema do programa Desafios, transmitido em julho passado pela Rádio USP (93,7 MHz) e pelo canal da USP no YouTube. Apresentado pelos jornalistas Luiz Roberto Serrano e Marcello Rollemberg, o programa teve a participação do professor Pedro Dallari e do professor Juan Gabriel Gómez, da Universidade Nacional da Colômbia.

A íntegra do programa está disponível no canal da USP no YouTube (clique aqui) e em forma de podcast no Jornal da USP (clique aqui).


Globalização e Cidadania
A coluna Globalização e Cidadania, com o professor Pedro Dallari, vai ao ar toda quarta-feiraa às 8h, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.