A arte de ler e de viver é assunto de Marisa Midori

A professora faz algumas indicações de leituras que podem ser revistas durante essa pandemia do coronavírus

 

Na Coluna Bibliomania, que foi ao ar no dia 24 de abril, a professora dá continuidade à série em que aborda a leitura como remédio contra a monotonia. Porém, antes de entrar na temática do dia de hoje, a professora lê uma passagem de Sommerset Maughan, autor de Casuarina, publicado no Brasil nos anos 1920: “Os livros que mencionarei não ajudarão meus leitores a conquistar um diploma nem a ganhar a vida; não lhes ensinarão como se manobra um veleiro, nem como se põe em marcha um motor; porém os ajudarão a viver mais plenamente. Esta ajuda, todavia, só será possível aos que gostem de literatura”.

Segundo Marisa, muitos amantes da literatura se dedicam a escrever e a refletir sobre as suas leituras, não de um ponto de vista da crítica literária, mas valendo-se de experiências, sensações, memórias evocadas pelos momentos e as descobertas da leitura. Como diz a professora, dissertar sobre a leitura é um gênero que ganhou relevância editorial, nos últimos anos, e nesta coluna ela indica obras de alguns autores que se valem do gênero.

Entre suas indicações, estão os livros de Alberto Manguel, publicados no Brasil e vertidos para diversas línguas; do brasileiro Claudio Giordano, editor da Oficina Rubens Borba de Moraes, que, segundo ela, também se esmerou nesse gênero em que a biografia e as leituras se combinam; ou Adelaide Gonçalves, que em Entre Livros transformou seu memorial para o concurso de livre-docência em uma reflexão sobre suas experiências com os livros. Além disso, ainda recomenda obras do bibliófilo José Mindlin, que imprimiu suas experiências de leitor e colecionador em Uma Vida Entre Livros.


Bibliomania
A coluna Bibliomania, com a professora Marisa Midori, vai ao ar toda sexta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.