USP e TCE do Ceará firmam parceria para oferecimento de curso de especialização

Curso terá disciplinas voltadas para a área de políticas públicas e cidades inteligentes

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=270931
O presidente do TCE do Ceará, Ediberto Carlos Pontes Lima (à esquerda) e o reitor da USP, Vahan Agopyan, na cerimônia de assinatura do convênio – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A USP e o Tribunal de Contas do Estado do Ceará assinaram, no dia 6 de setembro, um convênio para o oferecimento de um curso de especialização na área de políticas públicas para cidades inteligentes (smart cities).

O curso, com 110 vagas, será ministrado pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH), com a coordenação dos professores Ana Carla Bliacheriene e Luciano Vieira de Araújo. As aulas, quinzenais e presenciais, serão oferecidas a partir de 21 de novembro, no auditório do TCE em Fortaleza, no Ceará.

O objetivo do curso é desenvolver habilidades para uma gestão eficaz, transparente e compartilhada, a partir do impacto das novas tecnologias e da revolução digital, bem como o uso de informações estatísticas para gerar conhecimento e aprimorar as políticas públicas nas cidades urbanas.

Os participantes terão acesso a conteúdos teóricos e práticos para promoção de inovações no setor público, bem como aquisição de novos conhecimentos para aprimorar a administração pública. Também serão desenvolvidas habilidades para resolução conjunta de problemas e tomada de decisões a partir de estudos de caso inspirados nas melhores práticas nacionais e internacionais sobre gestão pública e tecnologias aplicáveis às cidades inteligentes.

“É uma grande honra para a USP ter a oportunidade de assinar um convênio com o TCE. A Universidade tem a obrigação e o dever de compartilhar seu conhecimento com a sociedade e, obviamente, o poder público é um parceiro muito importante. Este é um modelo que espero que seja replicado nos outros Estados, inclusive em São Paulo, e em outras instituições públicas, privadas e não governamentais”, afirmou o reitor Vahan Agopyan, na cerimônia de assinatura do acordo, realizada no Salão de Atos, no prédio da Reitoria.

Para o presidente do TCE Ceará, Edilberto Carlos Pontes Lima, “esta parceria representa um marco para o Tribunal de Contas pela importância da Universidade e pela importância do tema. Tenho a convicção de que a formação dos participantes será muito enriquecida, com impacto significativo sobre as instituições públicas”.

A diretora da EACH, Mônica Sanches Yassuda, destacou que “o convênio demonstra a força de nossa escola”, apesar de a EACH ser uma Unidade de Ensino e Pesquisa considerada “jovem”. Em 2020, a unidade completará 15 anos de criação.

Sobre o curso

A especialização é composta de 21 disciplinas, distribuídas em quatro módulos: Novas Tecnologias para Gestão Pública, Gestão Inteligente das Cidades, Cidadania Inteligente e Metodologia de Pesquisa Científica.

No total, o curso terá duração de 24 meses ou 436 horas, sendo 352 horas de aulas presenciais em sala, 60 horas para monografia e 24 horas de seminários.

Podem se candidatar portadores de título de graduação, que trabalham nas quatro esferas de governo (municipal, estadual, distrital e federal) dos três Poderes (executivo, legislativo e judiciário), e em órgãos de controle externo, com especial enfoque nos Tribunais de Contas, além de membros da academia e profissionais liberais que tenham interesse no tema.

Mais informações podem ser obtidas no site do curso.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •