Unir tradição e modernidade é desafio da FAU

Em cerimônia de posse, nova diretora destaca a importância de repactuar compromissos assumidos quando da criação da Unidade

Editorias: Institucional - URL Curta: jornal.usp.br/?p=233478
A diretora Ana Lúcia Duarte Lanna e o vice-diretor Eugênio Fernandes Queiroga, na cerimônia de posse no saguão da FAU – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

“Nossa escolha em realizar esta solenidade neste lugar, praça central de um edifício icônico da arquitetura moderna mundial, que completa 50 anos em 2019, não foi gratuita nem aleatória. Acreditando na potência do espaço, achamos que estarmos reunidos nesta ágora nos permitiria mais eficazmente relembrar a história desta escola, para que possamos, através dela e com ela, nos reinventarmos e repactuarmos compromissos desde 1948, quando da criação da FAU”.

Assim a nova diretora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), Ana Lucia Duarte Lanna, definiu a principal premissa de sua gestão à frente da Unidade, na cerimônia de posse realizada no dia 25 de março, no Salão Caramelo, localizado no saguão do prédio projetado por Vilanova Artigas, na Cidade Universitária. No mesmo evento, foi empossado o novo vice-diretor da Faculdade, Eugenio Fernandes Queiroga.

Ana Lucia elencou como principais metas de sua administração fortalecer a formação de profissionais, nos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design, “com perspectiva humanista e crítica, capazes de atuar no mercado”. Uma das estratégias será a de ampliar a presença dos alunos em estágios do setor público e as relações com os processos de produção relacionados à formação oferecida. “Temos como desafio mobilizar uma potente tradição para que, com ela e além dela, possamos nos transformar”, afirmou.

O reitor da USP, Vahan Agopyan, destacou a importância de “a USP se mostrar cada vez mais para a sociedade e como a Universidade contribui para o desenvolvimento do país. O Estado de São Paulo teve a felicidade de ter líderes e uma elite que acreditavam na educação como desenvolvimento. Já na segunda metade do século 19, essas lideranças perceberam a importância da educação laica na província de São Paulo. Ainda nesse período, foram criadas as escolas profissionais, como a Escola Politécnica, em 1893, que abrigou, inicialmente, a Arquitetura. Já em 1899, criou-se o Gabinete de Arquitetura, consolidando o ensino dessa área no nosso Estado”.

“Espero que continuemos a ter líderes assim. Só por meio da educação atingimos o desenvolvimento”, concluiu o reitor.

A FAU foi fundada em 1948, tendo se originado do antigo Curso de Engenheiro-Arquiteto da Escola Politécnica (Poli). Seu fundador e primeiro diretor foi Luiz Ignácio de Anhaia Mello. Possui 1.293 alunos na graduação, sendo 1.029 no curso de Arquitetura e Urbanismo e 264 no curso de Design. A pós-graduação conta com dois programas nas áreas de Arquitetura e Urbanismo e Design e possui 228 alunos de Doutorado e 193 de Mestrado.

Quem são

Ana Lucia Duarte Lanna possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mestrado em História pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), doutorado em História Social pela USP e pós-doutorado pela Universidade Paris IV Sorbonne. É professora titular da FAU desde 2004.

Na USP, foi diretora do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB), entre 2006 e 2010, e diretora do Centro de Preservação Cultural (CPC), órgão ligado à Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, de 2002 a 2006. Foi presidente do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat), entre 2013 e 2015 e coordenadora do Projeto Temático da Fapesp São Paulo: os estrangeiros e a construção da cidade. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil, atuando principalmente nos seguintes temas: história das cidades, patrimônio cultural, arquitetura, história urbana e história social.

Eugênio Fernandes Queiroga possui graduação, mestrado, doutorado e livre-docência em Arquitetura e Urbanismo pela USP. É professor associado da FAU desde 2013 e coordena o Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. Entre 2006 e 2018, foi vice-coordenador do laboratório Quadro do Paisagismo no Brasil (Quapá).

Foi presidente da Comissão de Pesquisa da FAU de 2014 a 2016. Possui experiência nas áreas de Arquitetura e Urbanismo e de Planejamento Urbano, com ênfase em projetos e consultorias sobre espaços livres públicos, atuando principalmente nos seguintes temas: paisagismo, sistemas de espaços livres, urbanismo, urbanização contemporânea, espaços públicos e esfera pública.

A cerimônia foi realizada no Salão Caramelo, localizado no saguão do prédio projetado por Vilanova Artigas, na Cidade Universitária – Foto: Cecília Bastos / USP Imagens

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 975
  •  
  •  
  •  
  •