Conselho Universitário aprova criação de quatro novos centros de estudos na USP

Centros serão vinculados à Reitoria e atuarão de forma multidisciplinar, podendo agregar pesquisadores de diversas áreas

 07/03/2023 - Publicado há 9 meses     Atualizado: 10/03/2023 as 16:34
Por

(Da esq. p/ dir.) A vice-reitora Maria Arminda do Nascimento Arruda; o reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior; a secretária-geral Marina Gallottini; e a assistente técnica da Secretaria, Jurema Lúcia dos Santos Silva – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

O Conselho Universitário aprovou, em sessão realizada no dia 7 de março, a criação de quatro novos centros de estudos na USP: Centro de Estudos e Tecnologias Convergentes para Oncologia de Precisão; Centro de Estudos Amazônia Sustentável; Centro de Agricultura Tropical Sustentável; e o Centro de Estudos de Carbono em Agricultura Tropical.

A criação dos novos centros, que serão vinculados à Reitoria, já havia sido anunciada pelo reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior, em uma reunião realizada com a equipe de dirigentes da Administração Central da Universidade, no final de janeiro, como um dos principais projetos da gestão para o segundo ano de seu mandato.

A principal característica dos centros será a atuação multidisciplinar no ensino, na pesquisa e na extensão, com a possibilidade de atuação de pesquisadores e professores de diversas áreas, externos ou não à USP, do Brasil ou do exterior. Em sua estruturação, os centros contarão com comitês gestores, conselhos consultivos e comissões temáticas.

“A proposta é a criação de entidades que trabalhem interdisciplinar e transdisciplinarmente em temas relevantes para a sociedade. Da mesma forma, isso ajudará na identificação de grupos internos e externos à USP para que atuem conjuntamente. O modelo dos centros é inclusivo e plural. Vinculados à Reitoria, esses centros ganharão sustentabilidade, história, crescimento. A ideia é que esse número de centros seja ampliado ainda nesta gestão. A criação de centros temáticos é uma tendência nas universidades de todo o mundo”, destacou o reitor.

Oncologia de Precisão

O Centro de Estudos e Tecnologias Convergentes para Oncologia de Precisão visa a articular e integrar grupos de pesquisa em câncer na Universidade, pela promoção de colaboração entre áreas complementares, que gerem conhecimento inovador na área da Oncologia, acelerando a transferência dos resultados gerados para a sociedade, por meio de atividades acadêmicas e científicas interdisciplinares relacionadas ao ensino, à pesquisa e à extensão de serviços à comunidade.

A capacitação da nova geração de pesquisadores é um dos principais objetivos do centro, que deverá ser coordenado pelo professor da Faculdade de Medicina (FM), Roger Chammas. O trabalho prevê também o desenvolvimento de programas de combate à desinformação e à disseminação de conhecimento validado pela ciência.

Amazônia Sustentável

O Centro de Estudos Amazônia Sustentável deverá ser coordenado pelo professor do Instituto de Física (IF) Paulo Eduardo Artaxo Netto, e tem como principal propósito a produção da ciência necessária para o desenvolvimento sustentável da região, de sua cultura e dos povos originários para mitigar mudanças climáticas e melhorar padrões e condições de vida da população, por meio de atividades acadêmicas e científicas interdisciplinares relacionadas ao ensino, à pesquisa e à extensão de serviços à comunidade.

O centro pretende integrar atividades realizadas em vários institutos e departamentos da Universidade.

Agricultura Tropical

O Centro de Agricultura Tropical Sustentável, coordenado pelo professor da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) Durval Dourado Neto, irá desenvolver atividades científicas interdisciplinares relacionadas ao ensino, à pesquisa e à extensão, visando ao desenvolvimento da agricultura sustentável nos biomas brasileiros.

O centro deverá ser sediado na Esalq e pretende desenvolver, entre outras ações, o diagnóstico e prognóstico, com enfoque em segurança alimentar (quantidade) e alimento seguro (qualidade), da participação do Brasil na produção e consumo de alimentos no mundo no curto, médio e longo prazo; a proposição de soluções estratégicas de políticas públicas e projetos articulados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas.

Estudos de Carbono

O Centro de Estudos de Carbono em Agricultura Tropical, coordenado pelo também professor da Esalq, Carlos Eduardo Pellegrino Cerri, pretende fomentar o desenvolvimento de atividades científicas interdisciplinares de ensino, pesquisa e extensão para soluções e estratégias inovadoras em agricultura tropical sustentável, baseada no carbono, para mitigar as mudanças climáticas e melhorar os padrões e condições de vida da população.

Como um centro de classe mundial, atuará na identificação dos principais desafios e no desenvolvimento de soluções para os sistemas agrícolas tropicais visando a aumentar a produção de modo sustentável, com menores emissões de gases de efeito estufa e maiores taxas de sequestro de carbono.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.