Sinal digital precisa atingir cidades pequenas do interior do Brasil

Com previsão de desligamento para 2023, sinal analógico de televisão ainda é crucial para 11,9 milhões de brasileiros

 14/02/2019 - Publicado há 3 anos
Por

O sinal analógico de televisão começou a ser desligado no Brasil em 2016, sendo substituído pelo sinal digital. Rio Verde, em Goiás, foi o primeiro município a operar com transmissão televisiva 100% digital. Após a cidade goiana, Brasília e São Paulo também realizaram o desligamento do sinal analógico, sendo seguidos por Belo Horizonte e outras grandes capitais brasileiras.

Foto: Memórias do PAC/Flickr-CC

O desligamento total dos transmissores analógicos no Brasil tem previsão para 2023, mas 11,9 milhões de brasileiros ainda dependem do sinal analógico de televisão, segundo dados divulgados pelo IBGE no final de 2018. A maioria das pessoas incluídas nesse número é de cidades pequenas e de baixo poder aquisitivo, ou seja, não possuem recursos para trocar o aparelho televisivo ou comprar os equipamentos necessários para receber o sinal digital.

Para entender mais sobre a situação, conversamos com o professor Almir Rosa, pesquisador em TV digital, multitelas e multiplataformas, e chefe do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.