Propostas para melhorar mobilidade urbana serão discutidas em evento

As propostas do encontro – que será realizado como homenagem à estudante da USP vítima de atropelamento – serão enviadas aos candidatos à Prefeitura de São Paulo

 18/11/2020 - Publicado há 1 ano

No próximo sábado (21), às 9h, pesquisadores da USP realizam evento junto à sociedade civil sobre mobilidade urbana, visando a pensar propostas para tornar a locomoção mais eficiente, econômica e inclusiva na cidade de São Paulo. O evento será on-line e tem como título “Mobilidade Ativa e Inclusiva: Construindo Pontes com a Sociedade – Uma Homenagem à Marina Harkot“. Posteriormente, as sugestões de melhoria serão enviadas aos candidatos à Prefeitura de São Paulo que disputam o segundo turno das eleições, Guilherme Boulos (PSOL) e Bruno Covas (PSDB).

Em entrevista ao Jornal da USP no Ar, o professor Paulo Saldiva, da Faculdade de Medicina da USP, informa que o evento contará com a participação de especialistas de diversas áreas do conhecimento, como engenharia, medicina e humanidades. A proposta do encontro surgiu após a morte da estudante e cicloativista Marina Kohler Harkot, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, que teve sua vida e projetos interrompidos no último dia 8 de novembro por um atropelamento criminoso enquanto pedalava na zona oeste da cidade. Marina era pesquisadora do Laboratório Espaço Público e Direito à Cidade (LabCidade) da FAU e desenvolvia estudos na área de planejamento urbano e regional. O evento é uma forma de homenagear o legado deixado por ela: “Através do evento, Marina poderá falar sobre como é andar numa cidade não segura, dando voz não somente a pesquisas da USP nesse segmento, mas também a todos os outros que sofreram a mesma violência”, afirma o professor.

O evento abordará diversos aspectos da mobilidade urbana, como maneiras de tornar eficiente, de perder menos tempo em deslocamentos, de gastar menos dinheiro e impactos na saúde. Além disso, um dos temas será quanto custa aos cofres públicos não investir em mobilidade urbana. Após as discussões, as propostas de melhoria serão enviadas a Guilherme Boulos e Bruno Covas, candidatos à Prefeitura de São Paulo, que se enfrentarão no segundo turno. “Os participantes do encontro, tanto da sociedade civil quanto da academia, se colocarão à disposição de qualquer um dos eleitos com seus esforços para consertar esse nó que é a mobilidade urbana na cidade de São Paulo”, compartilha o professor Saldiva.

Saldiva avalia que há uma problemática cultural que dificulta a locomoção por meios de transportes alternativos na cidade. Os pedestres e ciclistas não são priorizados, o que contraria o Código de Trânsito Brasileiro: “A prioridade é o pedestre, depois o ciclista, depois o transporte coletivo, depois o transporte de cargas e, por último, o transporte individual motorizado. No entanto, fizemos exatamente ao contrário do que preconiza o Código de Trânsito Brasileiro”. Para ele, independentemente do meio de transporte, “o planejamento é essencial para promover a mobilidade segura, eficiente e, principalmente, que a cidade passe de um obstáculo para um ponto de encontro”.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. No ar, pela Rede USP de Rádio, de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 10h45, 14h, 15h e às 16h45. Em Ribeirão Preto, a edição regional vai ao ar das 12 às 12h30, com apresentação de Mel Vieira e Ferraz Junior. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.