Inspeção veicular mantém avanços ambientais de SP contra poluentes

Para professor, obrigatoriedade evita que a cidade retroceda nos índices de poluição

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O Conselho Nacional de Trânsito (Cotran) determinou que os órgãos estaduais (Detran) de todo o país terão até o dia 31 de dezembro de 2019 para iniciar o Programa obrigatório de Inspeção Técnica Veicular.

O coordenador da Rede Internacional de Estudos sobre Meio Ambiente e Sustentabilidade (RIMAS), Pedro Luis Cortês, afirma que a medida é importante para manter a queda da emissão de gases promovida pelo Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve). Criado em 1986 pelo Governo Federal, o órgão determina que avanços tecnológicos, como a injeção eletrônica de combustível e os catalisadores, sejam obrigatoriamente incorporados a todos os veículos produzidos no Brasil.

Inspeção dos veículos movidos a diesel – Foto: Luiz Guadagnoli/Secom

O especialista destaca que a frota de carros em São Paulo cresceu de maneira significativa desde os anos 2000,  e as iniciativas contra poluentes trouxeram vantagens positivas. A metrópole possui cerca de oito milhões de veículos licenciados hoje, e,  mesmo com o número elevado, houve a redução de 70% da emissão de fuligem e 50% da de monóxido de carbono em relação a 1998.

Cortês alerta que a crise econômica diminuiu a renovação da frota de carros, já que as pessoas passaram a comprar menos. Esse fato aumenta as chances do automóvel queimar e gastar mais combustível de forma inadequada. Assim, ele acredita que medidas como a inspeção veicular obrigatória tornam-se necessárias para evitar possíveis retrocessos ambientais.

A princípio, a inspeção só vai ser aplicada para os veículos particulares com mais de três anos de uso. No caso dos que são comerciais, a isenção será nos dois primeiros anos. Depois, a análise só será realizada a cada dois anos. Sem a inspeção, o proprietário não vai conseguir licenciar o veículo e será multado.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados