Escritório de Saúde Mental da USP atende alunos em sofrimento

Vice-diretor do Instituto de Psicologia destaca a importância de debater a prevenção do suicídio sem estigma

  • 2K
  •  
  •  
  •  
  •  

jorusp

O suicídio entre os jovens brasileiros atinge níveis preocupantes, aumentando 20% entre 2011 e 2016, de acordo com dados do Ministério da Saúde, e se tornando a quarta causa de morte mais frequente. Preocupada com o problema, a USP criou o Escritório de Saúde Mental, uma ferramenta unificada que presta apoio aos alunos através de uma plataforma, onde realizam o primeiro contato para orientação, e posteriormente agendam reuniões presenciais. O escritório também presta consultoria a unidades que necessitem de auxílio e diálogo sobre a prevenção de suicídios e promove palestras sobre o tema.

De acordo com o vice-diretor do Instituto de Psicologia (IP) da USP e coordenador do escritório, Andrés Eduardo Aguirre Antúnez, diretores do IP e do Instituto de Psiquiatria (IPq) foram chamados pela Pró-Reitoria de Graduação para elaborar um projeto de acolhimento aos estudantes, sendo colocado como um dos programas principais da nova gestão. Devido à urgência de tratar o tema dentro da Universidade, o escritório – ainda em aperfeiçoamento – está situado provisoriamente na Superintendência de Assistência Social (SAS).

Os alunos atendidos possuem perfis distintos e procuram ajuda por diversos motivos, como abuso de drogas, ansiedade e tentativas de suicídio. A busca por orientação é um importante passo para que o jovem aprenda a lidar com suas questões. Antúnez destaca a importância de falar sobre saúde mental abertamente, no sentido de diminuir estigmas sobre os cuidados, a ajuda e as relações dos alunos que sofrem desse mal. “O aluno percebe quando qualquer pessoa se interessa por ele, e isso pode ser vital em sua formação.” O escritório tem envolvido professores de diversos departamentos da USP e mantido contato com alunos do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da USP e do Coletivo Neurodivergente Nise da Silveira.

No site do Escritório de Saúde Mental, é possível encontrar telefone e e-mail que podem ser contatados para buscar ajuda.

Jornal da USP no Ar, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93,7, em Ribeirão Preto FM 107,9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

  • 2K
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados