Dados do CDC confirmam gravidade da depressão

Alexandre Faisal comenta os dados do Centers for Disease Control and Prevention sobre a depressão

  • 10
  •  
  •  
  •  
  •  

O médico e ginecologista Alexandre Faisal, na edição de hoje, comenta sobre os dados apresentados pelo Centers for Disease Control and Prevention (CDC), dos Estados Unidos, sobre a depressão, um grave problema de saúde pública, que apresenta alto custo social, comprometimento da qualidade de vida, levando a pessoa a se afastar de seu círculo pessoal e perder dias de trabalho. “Embora seja um problema bastante frequente, é passível de tratamento por meio de psicoterapias”, observa Faisal.

Os dados do CDC mostram a prevalência da depressão entre os anos de 2007 e 2016. Mulheres apresentaram o dobro da chance do homem de ter depressão, a doença diminui com os maiores níveis de renda e escolaridade, 80% dos adultos que sofreram de um episódio de depressão relataram dificuldade no trabalho, em casa, em atividades sociais, confirmando o impacto negativo da doença, ressalta o médico ginecologista.

Um dado curioso e desanimador da pesquisa, segundo Faisal, é que a doença se mantém ao longo do tempo, e um grande número de pessoas continua sofrendo com a possibilidade de ter um tratamento adequado e oportuno.

  • 10
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados