Especialista comenta sobre futuro do jornalismo

Eugênio Bucci não acredita que o curso de Jornalismo perderá sua importância e alega que nunca antes se precisou tanto de profissionais dessa área

  • 27
  •  
  •  
  •  
  •  

Há quase uma década, o Supremo Tribunal Federal derrubou a necessidade do diploma para jornalistas. Essa decisão é apenas uma das mudanças que vêm ocorrendo com o jornalismo na atualidade, principalmente com o surgimento da internet. Sendo o jornalismo uma ferramenta para a manutenção da democracia, o jornalista Eugênio Bucci, professor da Escola de Comunicações e Artes da USP e colunista do jornal O Estado de S. Paulo, esclarece pontos sobre o futuro da profissão.

Quase todos os que vivem no ambiente de comunicação atual vivem em “bolhas”: há uma retroalimentação de informações e opiniões que são agradáveis às pessoas que são fiéis aos veículos – Foto: Allyson Tachiki/Flickr/CC

O professor afirma que é possível comparar a ascensão da internet com o surgimento da televisão, que prometia extinguir o rádio, o que não ocorreu. Sobre a possibilidade de mídias alternativas se fortalecerem por terem a internet como principal meio, Bucci alegou que não há relação, principalmente porque essas mídias muitas vezes estão introduzidas já em um monopólio, como o que acontece com algumas páginas do Facebook.

Bucci não acredita que o curso de Jornalismo perderá sua importância e alega que nunca antes se precisou tanto de profissionais dessa área. Ele imagina que essa instabilidade tende a piorar um pouco mais, mas a longo prazo ele vê esse campo com otimismo.

 

  • 27
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados