Coreia do Norte tem tecnologia suficiente para bomba H

País tem condições para ataques, e a interceptação norte-americana depende do local dos mesmos

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

No teste mais recente de tecnologia nuclear realizado pela Coreia do Norte, foi registrado um tremor de terra. A professora do Instituto de Física Emico Okuno explica que o terremoto ocorreu porque os testes nucleares são realizados no subterrâneo e não mais no oceano, conforme convenções internacionais.

Imagem do míssil norte-coreano que sobrevoou o Japão – Foto KCNA via Fotos Públicas

Ela esclarece que a bomba nuclear,  usada na Segunda Guerra Mundial, funciona pelo princípio de fissão do núcleo pesado, causando a liberação de energia. Por outro lado, a tecnologia testada pela Coreia do Norte é da bomba H, que consiste na fusão de núcleos pequenos de deutério e trítio.

A professora conta que os Estados Unidos têm tecnologia para interceptar um possível míssil intercontinental. No entanto, a interceptação só seria bem-sucedida se o míssil fosse lançado sobre uma localidade em que há proteção.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados