Atendimento pessoal pode ser solução para burocracia digital

Colunista propõe repensar sistemas operacionais a partir de análise de como eles foram criados e para quem

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail


Na coluna desta semana, o professor Luli Radfahrer trata da burocracia digital nos atendimentos, continuando a discussão iniciada em colunas anteriores sobre como e por que uma nova técnica é aplicada.

Para Radfahrer, apesar dos computadores terem surgido como uma forma de acabar com a burocracia, os sistemas operacionais que substituem o atendimento pessoal, por serem feitos do ponto de vista de quem os gere e não de quem os utiliza, tornaram-se tão burocráticos quanto antes. Aponta, ainda, uma saída para o problema: trazer de volta o atendimento pessoal. “Isso é uma questão de como eu faço o projeto”, afirma.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados