Falta de investimento em ciência é um problema sistêmico

Problemas do setor de pesquisa no Brasil são anteriores à recessão econômica, aponta pró-reitor da USP

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Os cortes de gasto do governo têm tido um impacto significativo na área de pesquisa e desenvolvimento do Brasil. Setor que historicamente nunca foi uma prioridade. José Eduardo Krieger, pró-reitor de Pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), comenta que um dos motivos para essa negligência talvez seja a distância da sociedade em geral do conhecimento científico e adverte que projetos de pesquisa, uma vez interrompidos, passam a regredir.

Foto: Marcos Santos / USP Imagens

 pró-reitor fala do panorama da pesquisa e desenvolvimento do País, citando exemplo de projetos pontuais bem-sucedidos e critica a falta de um esforço sistemático para investir na área. Neste contexto de crise, Krieger enfatiza a importância da ciência e a relevância da USP para o País. Também aponta que há um potencial muito grande de aplicação do conhecimento construído dentro da Universidade por meio de parcerias com empresas, mas a economia brasileira é muito fechada e não fomenta o empreendedorismo.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados