As teorias de McLuhan e suas interfaces com a Educomunicação

A entrevistada do “Diversidade em Ciência”, Filomena Bomfim, é uma expert na obra do teórico da comunicação canadense

No Diversidade em Ciência, Ricardo Alexino Ferreira entrevista Filomena Maria Avelina Bomfim, professora do Programa Interdepartamental de Pós-Graduação Interdisciplinar em Artes, Urbanidades e Sustentabilidade da Universidade Federal de São João Del Rey, em Minas Gerais, e pós-doutora pelo Departamento de Comunicações e Artes da ECA-USP.
Ela fala sobre a contemporaneidade das teorias do canadense Herbert Marshall McLuhan, que estudou o impacto das novas tecnologias e os efeitos dos meios de comunicação na sociedade, sendo autor de livros como O Meio é a Mensagem, Guerra e Paz na Aldeia GlobalA Galáxia de Gutemberg, Os Meios de Comunicação como Extensões do Homem, dentre outras obras. Ele morreu em 1980, aos 69 anos.
Filomena Bomfim – Foto: Ricardo Alexino Ferreira

Segundo Filomena, McLuhan foi um dos primeiros cientistas a fazer uso da mídia para efetivar divulgação científica e até hoje tem sido pouco compreendido no meio acadêmico. Em suas pesquisas atuais, ela resgata McLuhan e tem feito interseção de suas obras com a Educomunicação, uma vez que é pós-doutora pelo Programa McLuhan de Cultura e Tecnologia, da Universidade de Toronto, no Canadá, sob a supervisão de Derrick de Kerckhove. Nesse pós-doutorado, estudou o legado teórico de Marshall McLuhan.

Nos últimos tempos, desenvolveu a sua segunda pesquisa pós-doutoral em Educomunicação, no Departamento de Comunicações e Artes da ECA-USP, sob a supervisão de Ismar de Oliveira Soares e é uma das autoras e organizadoras dos livros Vertentes do Jornalismo Mineiro (Editora Revolução E-Book) e Tom Regional: a Voz dos Filhos da Terra (Editora CCO). É também líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educomunicação da Plataforma de Grupos de Pesquisa do CNPq.
O Diversidade em Ciência é um programa de divulgação científica voltado para as ciências da diversidade e os direitos humanos e vai ao ar toda segunda-feira, às 13 horas, com reapresentações às terças-feiras, às 2 horas, e aos sábados, às 14 horas, com direção e apresentação do jornalista, professor da ECA-USP e membro da Comissão de Direitos Humanos da USP, Ricardo Alexino Ferreira, e operação de áudio de João Carlos Megale.
Diversidade em Ciência é gravado nos estúdios do Departamento de Comunicações e Artes/Educomunicação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).
A Rádio USP-FM pode ser sintonizada em 93,7 MHz/SP ou pelo link: http://www.radio.usp.br/?page_id=5404

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.