A viabilidade de produzir biometano a partir da vinhaça

O potencial é grande, diz Goldemberg, mas a conversão de vinhaça em biogás sempre implica custos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Após análise das tecnologias de purificação utilizadas para retirar contaminantes do biogás, um grupo de pesquisadores da USP apontou que, atualmente, já seria possível suprir quase 17% do consumo de gás natural do Estado de São Paulo com biometano produzido a partir da vinhaça. Para o professor José Goldemberg a ideia é ótima, mas observa que os 17% de biogás que poderiam ser produzidos a partir da vinhaça não passam de um potencial, isto é, “se a tecnologia fosse disponível e fosse aplicada em toda vinhaça que existe por aí”.

Ele lembra que converter vinhaça em biogás implica custos e atualização da tecnologia, além da necessidade da instalação de unidades de produção. Por enquanto, no Estado de São Paulo, 1% do gás produzido vem da vinhaça. Passar para 17% seria um salto considerável.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •