Corte de verbas torna mais agudo quadro de regressão de ciência e tecnologia

Para ilustrar sua tese, Glauco Arbix fala sobre uma pesquisa mal-sucedida envolvendo um medicamento para combater tumores, a qual resultou na morte de 200 voluntários

 26/10/2021 - Publicado há 1 mês

O novo e brutal corte nas verbas para a Ciência e a Tecnologia é o tema do comentário desta coluna de Glauco Arbix, que sublinha o fato de o ministro Marcos Pontes resmungar contra a medida, como se não fosse membro do governo nem tivesse qualquer responsabilidade sobre as decisões. “O mau humor do ministro, no entanto, não impediu que participasse em ato político, junto do presidente Bolsonaro, em Aparecida do Norte, um dia antes da onda de manifestações que percorreu o País pedindo respeito e mais verbas para a ciência”, argumenta o colunista.

Mau humor ministerial à parte, a preocupação é com o atual quadro de regressão no ambiente de ciência e tecnologia. “Esperamos que esse quadro retrógrado não contamine valores e leve à degradação e perda de referenciais científicos.” Nesse ponto, o colunista cita uma pesquisa sobre um bloqueador de hormônios masculinos, que estava em testes no combate a tumores de mama e próstata e também para a covid-19. Os pesquisadores envolvidos extrapolaram suas atribuições científicas, especialmente no campo da ética.

Denúncia feita sobre a falta de transparência, o que se espera agora, segundo Arbix, é que o caso seja apurado, uma vez que os estudos resultaram na morte de cerca de 200 voluntários, cuja causa não foi sequer divulgada e tampouco levou à interrupção dos testes clínicos, como pede o protocolo científico. “Ou seja, o estudo não foi interrompido para a verificação se os óbitos dos voluntários estavam ou não associados à parte tóxica do medicamento.”

A Unesco chegou a divulgar uma declaração, afirmando que esses estudos, realizados no Amazonas, representam uma das mais sérias violações dos direitos humanos e da ética em pesquisa da história da América Latina.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.