Empoderamento político, fenômeno de nossos tempos

Um aspecto que contribuiu para o processo do empoderamento político foi a melhoria da renda média das pessoas

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

logo_radiousp790px
.

Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Indivíduos não aceitam mais a forma como as instituições de mediação da política funcionaram até o momento – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

No conjunto dos fenômenos políticos de 2016, no Brasil e no mundo, uma marca significativa foi o empoderamento político dos indivíduos, que representou uma reação da sociedade civil contra as estruturas políticas tradicionais, às quais sempre coube o papel de mediadoras e de controladoras do processo político (partidos políticos, sindicatos, imprensa). Mas, afinal, esse fenômeno, que gerou uma certa perplexidade em relação a fatos considerados imprevisíveis – saída do Reino Unido da União Europeia, eleição de Trump nos Estados Unidos -, é bom ou é ruim? O professor Pedro Dallari destaca aspectos positivos e negativos. Acompanhe o áudio de sua coluna semanal para a Rádio USP.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados