Agricultura 4.0 traz inovação ao campo

Uso de tecnologia permite maior produtividade com mais segurança e maior qualificação, avalia o engenheiro agrônomo Sérgio Barbosa

Por - Editorias: Atualidades, Rádio USP
  • 25
  •  
  •  
  •  
  •  

jorusp

Nos últimos cinco anos, o agronegócio tem utilizado cada vez menos mão de obra, sobretudo a informal. Isso se deve à incorporação de novas tecnologias no campo, mais intensivas e que ampliaram a produtividade. Sérgio Marcus Barbosa, engenheiro agrônomo, gerente executivo da ESALQTec, a Incubadora Tecnológica da USP, falou sobre os avanços que a tecnologia está levando à agricultura.

Agricultura de precisão: qualificação no campo – Gfaulin / Domínio público via Wikimedia Commons

O Brasil sempre aplicou tecnologia a esta área, mas, com um uso intensivo nos últimos três anos, a agricultura atual vem sendo chamada de “agricultura 4.0”. O engenheiro destaca a conectividade que agora existe no campo e envolve mecanismos como a robótica, o uso de drones e de veículos autônomos.

Barbosa lista algumas das várias vantagens com o uso de tecnologia. Existe agora uma maior qualificação no campo, além de maior produtividade, com menor dano às plantações. O uso de drones, por exemplo, possibilita monitorar pragas, a deficiência hídrica e falhas no plantio, tudo isso sem uma passagem de equipamentos pesados pelas culturas, além do baixo custo do instrumento. A tecnologia permite ainda saber, de acordo com as previsões climáticas, qual a quantidade de produção esperada.

Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular. Você pode ouvir a entrevista completa no player acima.

  • 25
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados