Estudo busca melhorar atendimento a mulheres vítimas de violência sexual

Pesquisa da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP precisa de voluntárias para responder questionário; participação será mantida em sigilo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Ambulatório de Estudos da Sexualidade Humana do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (AESH – HCFMRP) está realizando um estudo conduzido por um médico psiquiatra, uma ginecologista e um psicólogo para avaliar as consequências da violência sexual para a saúde mental e vida da mulher. Para isso, eles precisam de voluntárias, entre 18 e 35 anos, que acreditem ter passado por situação de abuso sexual ou estupro antes dos 18 anos. 

O objetivo, segundo o responsável pela pesquisa Thiago Dornela Apolinario, é melhorar o atendimento a mulheres que tenham passado por esse tipo de violência. Apolinário é médico psiquiatra e conduzirá o trabalho por meio de um questionário, com  duração de 15 a 20 minutos.

A participação das voluntárias será mantida em sigilo, sem a divulgação de suas identidades. O pesquisador trabalha sob orientação da professora Lucia Alves da Silva Lara do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da FMRP.  

Para participar, as interessadas devem entrar em contato com o pesquisador pelo WhatsApp: (16) 99161-6488 ou pelo e-mail pesquisamestradousp@gmail.com

Mais Informações: https://www.facebook.com/pesquisa.usp.9

 

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •