USP participa de evento da ONU sobre direitos e deficiência

A delegação brasileira na conferência conta com a participação da professora Linamara Rizzo Battistella

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Professora da Medicina, Linamara Rizzo Battistella participa da Conferência dos Estados Partes da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, nos Estados Unidos – Foto: Divulgação

Nesta semana, de 13 a 15 de junho, na sede da Organização das Nações Unidas, em Nova York, é realizada a 10ª Conferência dos Estados Partes da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (COSP-CDPD). A delegação brasileira no evento conta com a participação da professora Linamara Rizzo Battistella, da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP).

O convite partiu da Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que é um órgão integrante da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Médica fisiatra, Linamara é secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo desde março de 2008, quando a pasta foi criada.

Linamara é secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo – Foto: Leonor Calasans/IEA

Esse ano, a conferência tem como tema geral A Segunda Década da Convenção: Inclusão e plena participação das pessoas com deficiência e suas organizações representativas na implementação da Convenção. Em vigor no Brasil desde sua ratificação em 2008, e com status de emenda constitucional, a Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência foi o primeiro tratado de direitos humanos do século 21 e inaugurou uma nova onda de iniciativas para a promoção dos direitos humanos e liberdades fundamentais desse segmento.

Um dos principais temas da 10ª COSP é a múltipla discriminação sofrida por mulheres e garotas com deficiência e a promoção de sua participação por meio de parcerias multissetoriais para a consecução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e o cumprimento da CDPD.

O assunto foi tratado por Linamara em outros eventos no mês. O painel Mobilizando o poder de mulheres e garotas com deficiência para uma sociedade inclusiva e para o desenvolvimento: Tomando ações coordenadas nos níveis nacional, regional e global foi promovido em colaboração com o Secretariado da Convenção e a Comissão Econômica para a América Latina (Cepal). Na sequência, também em colaboração com a Cepal, foi realizado o workshop Mulheres e Garotas com Deficiência no Desenvolvimento e na Sociedade: Traduzindo compromissos em ações.

Com informações da Comunicação Institucional do Instituto de Medicina Física e Reabilitação do HC

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados