Genocídio muçulmano em Mianmar ganha novo capítulo

Colunista comenta sobre a ação da Gâmbia e da ONU no conflito que já resultou na morte de milhares de pessoas

Na coluna de hoje, Marília Fiorillo discute sobre o mais novo capítulo do genocídio de uma minoria muçulmana em Mianmar. “Um pequeno país africano, a Gâmbia, tomou medidas concretas e levou a questão para o principal tribunal da Organização das Nações Unidas (ONU). Foi submetido um processo de 46 páginas, no qual foram citados crimes múltiplos e planejados, mortes e estupros em massa e queimas de vilas inteiras”.

A professora conta que a nova leva de matança é incitada principalmente pelo homem conhecido como ‘Bin Laden budista’, Ashin Wirathu, um monge de Mianmar conhecido por sua pregações de ódio contra muçulmanos. Saiba mais sobre o conflito ouvindo a coluna Conflito e Diálogo na íntegra.


Conflito e Diálogo
A coluna Conflito e Diálogo, com a professora Marília Fiorillo, vai ao ar toda sexta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.