Vinícius Muniz traduz para a viola caipira obras de Bach

Em “J.S. Bach: Viola Brasileira”, o músico apresenta releitura para composições do artista clássico alemão Johann Sebastian Bach

O programa Revoredo desta semana apresenta a tradução para viola caipira, feita pelo compositor, arranjador e pesquisador, Vinícius Muniz, para obras de Johann Sebastian Bach. 

Além de músico, Muniz é professor de viola caipira e violão. Estudou composição musical na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), na Escola de Música de São Paulo e na Universidade Pompeu Fabra, na Espanha. Seu trabalho é inspirado em diferentes esferas do universo musical, como as músicas clássicas, da cultura brasileira e de vanguarda. 

Em 2017, lançou o álbum J.S. Bach: Viola Brasileira, onde traz traduções inéditas para as composições do músico alemão. Bach, compôs mais de 1.100 peças, entre oratórias, concertos, tocatas, cantatas e paixões, entre as quais se destacam: Concertos de Brandemburgo, Paixão Segundo São Mateus, Tocata e Fuga em Ré Menor e Cantata Sacra 80, 140 e 147. 

No programa tem as músicas da Partita nº 3 em Fá Maior BWV 1006: Prelúdio, Loure, Gavotte en Rondeau, Menuet I e II, Bourrée e Gigue; e também as Variações Goldberg BWV 988: Variation 1 a 1 Clavier, Variation 30, Quodlibet a 1 Clavier e Aria da Capo, assim como as da Sonata para Violino em Sol Menor: Adagio, Fuga, Siciliana e Presto

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.